Justiça Federal em Patos de Minas já funciona em nova sede no Bairro Guanabara

O prédio da Subseção Judiciária de Patos de Minas fica próximo ao Fórum Olympio Borges.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Subseção Judiciária de Patos de Minas iniciou o ano de 2021 em suas novas instalações, após finalizar a mudança física em dezembro do ano passado.

O imóvel, construído na modalidade “buit to suit”, conta em sua estrutura com a geração de energia fotovoltaica, com o aproveitamento de água da chuva, iluminação em LED e climatização pelo sistema VRF (Fluxo de Gás Refrigerante Variável). Tais benfeitorias contribuem para o desenvolvimento sustentável e proporcionam uma economia significativa nas despesas continuadas da Subseção.

O prédio se destaca na paisagem da cidade com sua arquitetura moderna e arrojada, além de possuir localização privilegiada em área de fácil acesso, com estacionamento, próximo ao Fórum da Justiça Estadual e à futura sede do Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

A construção dispõe também de um sistema avançado de segurança composto por alarmes, câmeras, acesso exclusivo aos magistrados e servidores, porta giratória com detector de metais e fechaduras eletrônicas. Tudo isso foi pensado com o objetivo de assegurar o patrimônio e, principalmente, de zelar pelas pessoas que circulam na Subseção.

O juiz federal Diretor da Subseção, Wagmar Roberto Silva, louvou a iniciativa do responsável pela construção do prédio. “Cumpre destacar que o imóvel foi construído por investidor local, o qual abraçou com muito empenho e dedicação a causa, já ciente dos benefícios que a nova sede traria para a cidade de Patos de Minas e demais municípios atendidos”, pontuou o magistrado.

“Inicialmente, o prédio foi alugado para a Subseção por meio de contrato celebrado em 29 de setembro de 2020. No entanto, a intenção é que o imóvel seja adquirido pela Justiça Federal. Contando com sede própria, a Subseção elimina a despesa com aluguel e pode investir na contratação de estagiários e terceirizados, já que estes foram bastante penalizados com os cortes orçamentários impostos pela Emenda Constitucional n. 95, de 15 de dezembro de 2016. Tais contratações resultariam em ganho substancial no atendimento das demandas dos cidadãos que dependem da Subseção com a eficiência e eficácia que são típicos da prestação jurisdicional realizada pela Justiça Federal”, esclarece o Diretor da Subseção.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.