Justiça determina remoção de conteúdo postado por candidato de Patos de Minas

Material foi produzido no interior de um sindicato e de uma igreja.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O candidato Arnaldo Queiroz (PSD) foi alvo de uma denúncia protocolada pela também candidata Béia Savassi (DEM). Segundo o documento, disponível no site TSE/TRE, Arnaldo teria feito visitas na sede de um sindicato e de uma igreja, e em seguida, divulgou imagens nas redes sociais.

Segundo a representação, propaganda eleitoral em templos religiosos e sindicatos é vedada pelo art. 37 da lei 9.504/97. Ao fim, pediu-se a concessão de liminar para a retirada do material de campanha das redes sociais, inclusive listando os respectivos links.

O Juiz Eleitoral, Tenório Silva Santos, julgou procedente o pedido de liminar e determinou que a coligação de Arnaldo Queiroz, “Aliança pela Renovação”, retirasse o conteúdo do ar.

Nossa reportagem verificou que o conteúdo dos links citados na representação foram removidos. Procurado, através de sua assessoria, Arnaldo Queiroz não respondeu nossos contatos. Caso haja manifestação do candidato essa matéria será atualizada.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS