Justiça condena homem que perseguiu e matou desafeto

O crime aconteceu em 2021 após uma discussão em bar.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

José Humberto Rodrigues, mais conhecido como “Tebá”, acusado de matar o desafeto Claudemar Antônio Silva, foi a julgamento na tarde desta quarta-feira (23/02) no Tribunal de Júri do Fórum Olympio Borges. O crime aconteceu no dia 26 de maio de 2021, na Rua Gerôncio Gonçalves no Bairro Alvorada em Patos de Minas.

De acordo com os autos do Ministério Público, Claudemar estava em um bar quando o acusado chegou ao local e se dirigiu a mesa dele, momento que começaram uma discussão. A vítima então, saiu do local, pegou a motocicleta e foi embora. Em seguida o acusado entrou no carro e foi atrás.

A vítima se deslocou para outro bar onde novamente se encontrou com o acusado. Segundo uma testemunha, o acusado chegou ao local, foi em direção a vítima e passou a intimidá-la. A vítima saiu do bar e o acusado novamente saiu no carro atrás dela.

Já na Rua Gerôncio Gonçalves, outras testemunhas escutaram os gritos de socorro e em seguida ouviram o carro do acusado sair acelerado, rumo a Avenida Tomaz de Aquino. Ao saírem na rua, as testemunhas depararam com a vítima caída no chão, esfaqueada e já sem vida em frente à casa onde reside.

Leia também:

Após algumas horas de julgamento, o conselho de sentença resolveu condenar o acusado em cinco anos de prisão no regime semiaberto.

O advogado Dr. Cassio Araújo, que trabalhou na defesa do acusado, disse que o resultado foi o que a defesa postulou que foi o homicídio privilegiado, aquele que é cometido logo após injusta provocação sobre domínio de violenta emoção. Sobre a pena de cinco anos no regime semiaberto, a advogado falou que foi satisfatória.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

4 Comentários
O mais novo
Mais antigo mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Sonia Vieira
24/02/2022 17:15

Será que seria satisfatório se fosse um parente dele, essa lei é muito injusto,tira a vida de um ser humano e só isso,

Indignada
24/02/2022 12:02

Tá de brincadeira né uma pena dessa o cara nem precisa se considerar condenado, absurdooooo tinha que ficar preso sem direito a nada.
Indignada com essas “desleais do Brasil”

Brasil sem lei
24/02/2022 10:21

Bandido não fica preso né, fica preso e ladrão de galinha

Verdadeiro
24/02/2022 08:45

Brasil da inpunidade

A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores. Eles não representam a opinião do Patos Notícias. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos são removidos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.