Jovens são presos após confessarem premeditar e executar morte de interno de clínica de reabilitação em Patos de Minas

O assassinato aconteceu na tarde de ontem, quinta-feira (13). Os dois autores dividiam o quarto com a vítima. Eles foram presos e encaminhados para o presídio.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
A Polícia Militar foi acionada após o jovem dar entrada na UPA com sinais de violência.
Foto: Ilustrativa

Um homem de 27 anos foi morto em uma Clínica de Reabilitação que fica as margens da BR-365 no município de Patos de Minas.  Alexandre Felizardo foi encontrado desacordado e foi levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) localizada no Bairro Jardim Peluzzo, porém já chegou sem vida.

Sinais de violência foram encontradas no pescoço do homem e a Polícia Militar foi acionada. Apurações foram realizadas junto a clínica e dois colegas de quarto da vítima foram encaminhados para a delegacia para prestar depoimento.

- Continua depois da publicidade -

Os jovens confessaram terem planejado e executado o homicídio. Segundo eles, Felizardo havia agredido eles durante uma crise psicótica. Diante disso, eles enfocaram a vítima.

Diogo da Silva Dantas, de 23 anos e Carlos Rodrigues Peixoto, de 18 anos foram presos e encaminhados para o Presídio Sebastião Sátiro.

Posição da Clínica de Reabilitação 

A clínica de reabilitação de dependentes de álcool e drogas foi procurada pela nossa reportagem. Eles se manifestaram através de nota. Confira a íntegra abaixo:

“A Quintino Psiquiatria, Álcool e Drogas, de Patos de Minas/MG; em nota esclarece à imprensa os fatos acerca da intercorrência que vitimou na morte do paciente de 27 anos.

Na data de ontem, por volta das 11 horas e 30 min. Foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Jardim Peluzzo. O paciente supra que já deu entrada sem vida. Apresentando sinais de agressão física, o médico do plantão acionou a PM para lavar o B.O. estando “in-loco”, acompanhado a ocorrência policial, o Gestor Administrativo da Clínica, por telefone contatou a diretoria para que instaurasse sindicância interna para apurara responsabilidades sobre os fatos. Ainda solicitou que a PM comparecesse imediatamente à Clínica, pois esta havia levantado alguns suspeitos.

A PM após conversa com alguns internos da clínica e grupo de Colaboradores resolveu conduzi-los à presença da autoridade policial para depoimentos.

Enquanto finalizavam o B.O. num brilhante trabalho de interrogatório a PM conseguiu elucidar a ocorrência com a confissão dos pacientes como autores do homicídio.

Complementamos com informação de que a vítima era paciente psiquiátrico, heteroagressivo e por volta dos 9 horas daquele dia entrou em surto psicótico vindo a agredir fisicamente os autores. O psiquiatra da clínica prescreveu contenção física e mecânica da vítima.

A partir de então os autores passaram a premeditar o crime. Por volta das 11h30, horário em que todos deveriam estar presentes no refeitório, os autores aproveitaram para cometer o homicídio. Ressaltamos que o jovem de 18 anos encontrava-se interno por decisão judicial, e que possui inúmeras passagens pela polícia, bem como o rapaz de 23, interno involuntariamente por decisão da família e também bastante conhecido do meio policial”.

Lélis Félix – Triângulo Notícias

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -