Jovem é morto esfaqueado em Uberaba; testemunha misteriosa diz que o autor seria um senhor

O fato aconteceu no final da noite de ontem no Bairro Rio de Janeiro. A vítima foi socorrida pelo SAMU, mas acabou vindo a óbito.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um jovem de 21 anos acabou morrendo após ser esfaqueado na Rua Elenice Beatriz Prado no Bairro Rio de Janeiro em Uberaba na noite de quinta-feira (28/12). De acordo com uma das testemunhas, o irmão, a vítima havia saído de casa para “dar umas voltas” acompanhado de um indivíduo conhecido pelo apelido de “Nikito”. Cerca de 20 minutos, o rapaz apareceu esfaqueado e com grande perda de sangue.

Uma outra testemunha, que acompanhou os dois indivíduos, disse que a vítima e o amigo pediram para ele esperar. A dupla foi então até o final da rua e voltou em seguida. Não foi possível visualizar o que aconteceu no respectivo local.

- Continua depois da publicidade -

Igor Donizetti Carneiro de 21 anos foi socorrido pelo SAMU e encaminhado ao Hospital Escola da UFTM. Porém no trajeto até a unidade médica um motoqueiro não identificado interceptou a ambulância e fez com que o motorista parasse. Ele disse que sabia quais eram as circunstâncias do ocorrido. De acordo com a testemunha, Igor e o amigo haviam tentando praticar um assalto e que a vítima, um senhor de mais idade, havia reagido e o esfaqueado.

Igor chegou a ser atendido pelos médicos de plantão, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O corpo foi levado ao IML (Instituto Médico Legal), onde foi reconhecido pelo avô e em seguida liberado para o velório e sepultamento.

O rapaz que havia o acompanhado, “Nikito”, prestou depoimento aos policiais, porém apresentou versões conflitantes sobre o fato, caindo em contradição.

A perícia técnica da Polícia Civil não compareceu ao local, pois não foi possível determinar com exatidão a cena do crime. Um inquérito será aberto para apurar o caso que foi registrado como homicídio.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -