Jovem de 19 anos é morto em Uberaba; dívida é apontada como motivação do crime

O jovem chegou a ser socorrido pelo SAMU, porém não resistiu e faleceu após duas paradas cardiorrespiratórias.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Ilustrativa

A Polícia Militar de Uberaba registrou mais um homicídio na madrugada deste sábado (14/10) na Rua Vigario Carlos no Bairro Nossa Senhora da Abadia. De acordo com as informações obtidas pela nossa reportagem, o jovem de 19 anos foi atingido por pelo menos três disparos e foi encontrado caído ao solo pelos PMs. O SAMU foi acionado e prestou os primeiros socorros no local e encaminharam a vítima até o Pronto Socorro da UFTM.

Douglas Robert Rodrigues de Almeida de 19 anos apresentava uma perfuração na lateral direita da região torácica e o projétil ficou alojado na lateral esquerda do mesmo local. Durante o atendimento, a vítima teve duas paradas cardiorrespiratórias e não resistiu aos ferimentos. O óbito foi confirmado pelo médico responsável.

- Continua depois da publicidade -

De acordo com testemunhas, Douglas foi abordado na porta de sua residência. Uma determinada pessoa chegou no local e efetuou os disparos. Em seguida, um indivíduo, possivelmente o autor, bateu no portão de uma residência e evadiu em uma motocicleta. Os vizinhos já encontraram o jovem caído ao solo e sangrando.

A perícia técnica da Polícia Civil compareceu ao local e efetuou a análise forense da cena do crime, porém nenhuma pista que levasse ao autor foi localizada. Na continuidade do registro da ocorrência, os militares fizeram contato com a irmã da vítima que relatou que recentemente o irmão havia discutido com um homem, identificado como Matusalem (vulgo Mateus).

De acordo com a versão, Matusalem havia emprestado peças de vestuário para a vítima e que nos últimos dias o mesmo estaria cobrando a devolução dos itens ou o pagamento. Inclusive, na última quarta-feira (11/10) o suspeito esteve na residência da mãe de Douglas e que houve discussão. Ele havia dito “caso ele não me pague as roupas, eu vou cobrar de outro jeito”.

A mãe também conversou com os PMs e afirmou que na última sexta-feira, o suspeito foi ao imóvel, bateu no portão e chamou o marido dela. Com medo, ela não acatou a ordem e o suspeito do local correndo.

No fim das diligências, ficou constatado por testemunhas que a vítima e o suspeito, Matusalem, havia discutido na noite de ontem (13/10) nas proximidades da cena do crime.

Rastreamentos continuam na tentativa de localizar o suspeito. Qualquer informação pode ser repassada anonimamente através do 190.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -