José Eustáquio sinaliza interesse pela coronavac e Falcão diz que terá cautela

Na região, Uberlândia pretende comprar 400 mil doses do imunizante produzido pela Sinovac em parceira com o Instituto Butantã.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Divulgação/Instituto Butantan

Os brasileiros aguardam ansiosos para o início da vacinação. Em São Paulo, o governador João Dória, disse que a coronavac deverá ser aprovada pela ANVISA até 15 de janeiro e que prevê o início da imunização para 25 de janeiro, inicialmente com profissionais da saúde, indígenas e quilombolas . Qualquer brasileiro que esteja no estado poderá receber a dose.

No âmbito nacional, o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a  vacina da Pfizer pode ser aprovada ainda em dezembro e que a imunização começará entre o final do mês e o início de janeiro. Receberão a vacina, na primeira etapa, profissionais da saúde, indígenas e idosos.

Em Patos de Minas, o prefeito em exercício, José Eustáquio, informou em entrevista a Rádio Clube 98 que entrou em contato com a prefeitura de Uberlândia para verificar os trâmites para adquirir doses da coronavac. Odelmo Leão, prefeito de Uberlândia, quer adquirir 400 mil doses da vacina produzida pela farmacêutica Sinovac Biotech, em parceria com o Instituto Butantã.

“Quando o prefeito Odelmo manifestou interesse em comprar a vacina, eu até entrei em contato com a prefeitura de Uberlândia, para ver como que a gente podia fazer para adquirir também essas vacinas. Eles estavam tentando adquirir por meio do Governo de São Paulo, mas ainda assim está muito confuso” disse José Eustáquio. Ele ainda afirmou que a continuidade das negociações depende da vontade de Luís Eduardo Falcão (PODEMOS), que assumirá em 1º de janeiro.

Em entrevista ao Patos Notícias, na tarde desta quarta-feira (09/12), Falcão disse que agirá com cautela ao ser questionado sobre a compra de doses da coronavac.

A lei da década de 70 […] [estabelece] que qualquer plano de imunização tem que ser nacional, através do Ministério da Saúde, então eu vejo como muito prematuro falar que vai conseguir através do governo de São Paulo. Ai existe até o embate entre o ministro da saúde e o governador de São Paulo; o ministro dizendo que a vacina é do Instituto Butantã, e não é do governo de São Paulo. […] eu quero ter cautela neste momento, eu prefiro aguardar o que vai ser feito até a conclusão do mandato atual, do prefeito José Eustáquio. Assumindo em janeiro, seja qual for o cenário que a gente tiver naquele momento, nós vamos correr atrás e trabalhar muito para que a população de Patos esteja imunizada o quanto antes.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.