José Eustáquio decide seguir onda verde e tudo segue igual no comércio

Na planilha do Minas Consciente, o grau de risco da microrregião subiu de 3 para 12, nota muito próxima ao limite para regressão de fase
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O prefeito José Eustáquio Rodrigues, em conjunto com o Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, optou por manter o município na onda verde do Minas Consciente depois de a microrregião de Patos de Minas ser novamente classificada nessa fase do plano. A orientação é válida para o período de 12 a 18 de dezembro. Segundo o chefe do Executivo local, “esta é uma oportunidade para a população não sofrer restrições no caso da regressão para a onda amarela, mas é preciso que todos se mantenham alertas para frear a disseminação do vírus”.

Na planilha do Minas Consciente, o grau de risco da microrregião subiu de 3 para 12, nota muito próxima ao limite para regressão de fase. “Isso evidencia que o atual cenário requer ainda mais consciência da sociedade e que as medidas de prevenção continuam necessárias”, diz o coordenador do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, Célio Adriano Lopes. “Os protocolos existem para ser respeitados, e a fiscalização atua tentando prevenir maiores problemas. De nada adianta as normas sanitárias se a população não compreender que o vírus é um risco real à vida de todos nós”, complementa.

Com o aumento de infectados na região – mais de 700 casos ativos de Covid-19 em média – a macrorregião Noroeste regrediu para a onda amarela. A mudança significa restrição no funcionamento de algumas atividades nas localidades que optarem por seguir essa classificação. “Como Patos de Minas ficará na fase mais flexível, os eventos, por exemplo, continuam permitidos. Segue valendo as regras do protocolo para o setor, o qual não autoriza eventos promocionais. A limitação de público também está especificada no documento”, explica Célio Lopes.

Aumento de confirmações – O crescimento na curva de casos positivos em Patos de Minas nos últimos dias é acompanhado por aumento na ocupação de UTIs. E esse fator torna-se ainda mais preocupante porque, no momento, o Hospital Regional Antônio Dias não recebe pacientes na ala Covid-19. “O Hospital de Campanha tem ficado com 80% das UTIs ocupadas, e o centro de atendimento anexo à UPA faz diariamente mais de 100 consultas. Nas unidades particulares a ocupação dos leitos Covid-19 também não é pequena”, explica o secretário municipal de Saúde, Carlos Rezende. “Se mantivermos esse aumento, chegaremos rapidamente ao colapso da rede”, acrescenta.

Em Patos de Minas, nos últimos 28 dias foram registrados 597 casos positivos de contaminação por coronavírus: 324 femininos e 273 masculinos. O número de pacientes em recuperação tem mantido-se em crescimento – 324 (08/12), 353 (09/12) e 354 (10/12) – e não alcançava patamar tão alto desde 24 de julho, quando foram registrados 427 recuperandos. Esses números podem ser visualizados na série histórica mantida no Painel de Monitoramento.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ATENÇÃO: Dê preferência em utilizar sua conta do Facebook ou Google para comentar. Comentários com cinco descutidas serão submetidos a moderação. Para denunciar um comentário, clique na bandeira vermelha.
Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.