Jogador do Cruzeiro espera partida complicada diante da URT em Patos de Minas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Vinnícius Silva (Cruzeiro/MG)

Às vésperas de mais um compromisso importante pelo Campeonato Mineiro, o volante Lucas Romero ressalta a dificuldade que o Cruzeiro irá encontrar diante da URT, neste domingo, às 19h, no estádio Zama Maciel, em Patos de Minas. Para o argentino, o Cruzeiro irá estranhar o campo, mas ao contrario disso, terá uma forte torcida que sempre marca presença nos jogos realizados na cidade.

“É bom ressaltar o trabalho da semana cheia, temos jogos importantes pela frente, um rival complicado, um campo difícil de se jogar, mas é bom jogarmos no interior, a gente sente o carinho do torcedor que nos acompanha muito no torneio estadual que para nós é muito importante. Estamos concentrados para o jogo, e vamos em busca dos três pontos para continuar na parte de cima da tabela. Trabalhar com tranqüilidade a bola, ter paciência na hora de criar as situações de gol”, disse o volante.

Volante de origem, mas com grandes atuações jogando pelas laterais da equipe, Lucas Romero se sente feliz atuando na sua posição. O atleta espera seguir tendo oportunidades na equipe e respeitando sempre os pedidos do técnico Mano Menezes.

“Para mim é muito importante seguir jogando na minha posição, é onde eu me sinto mais confortável, sempre falo que é onde me sinto feliz. Então é seguir trabalhando sempre tentando fazer o que o treinador pede para a gente. Foco, trabalho e quando houver a oportunidade tem que aproveitar”, revelou.

Sobre a estreia da Libertadores, marcada para o dia 7 de março, próximo compromisso da equipe após a partida deste domingo, Romero enxerga algumas semelhanças com o atual adversário, principalmente pelo gramado do El Palacio, em Bueno Aires. O volante pede respeito ao rival, mas garante que o Cruzeiro está focado em buscar a vitória no primeiro jogo do torneio continental.

“O Huracán é um time que não tem um campo muito bom, será um jogo mais brigado, o time deles estará mais fechado, teremos que ter paciência para trabalhar a bola, mas sempre respeitando o rival porque o Huracán é uma equipe com muitos bons jogadores, com muita história no futebol argentino, mas temos um grande time e temos que aproveitar esse jogo (contra a URT) para dar sequência, e principalmente conhecer os nossos jogadores que acabaram de chegar”, concluiu.

Confira a entrevista do volante argentino na íntegra:

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS