Jaudet é novamente preso ao tentar passar cheques furtados, desta vez em Lagamar

O estelionatário é bastante conhecido por esta prática de crime em toda região e já foi preso diversas vezes.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um velho conhecido por estelionato em Patos de Minas foi preso novamente, mas desta vez, tentava aplicar golpes em Lagamar/MG. Jaudet Rodrigues Awada, de 49 anos, já possui mais de 30 passagens policiais pelo mesmo golpe, 11 delas somente este ano. A prisão dele aconteceu na tarde desta sexta-feira (06/11), após ele tentar comprar mercadorias com cheques furtados de terceiros.

Segundo informações da Polícia Militar, através da rede de proteção “Comércios Protegidos” da Polícia Militar, um comerciante teria relatado que um homem chegou na loja dele e fez uma compra de R$ 391,40 e tentou realizar o pagamento em cheque no valor de R$ 700,00 de uma empresa de construções de Patos de Minas. Ele ainda queria receber o restante em dinheiro.

Desconfiado da atitude do homem, o comerciante disse não ter o dinheiro para o troco e ele ficou de retornar mais tarde com o dinheiro para o pagamento da compra.

Após rastreamentos pela cidade, Jaudet foi encontrado. Ele então mentiu o nome para os policiais, porém foi identificado, já que é conhecido no meio policial por vários golpes e crime de estelionato em toda região. Durante buscas, os policiais apreenderam com ele um cheque furtado no valor de R$ 700,00 e outro no valor de R$ 500,00. Ele também estava com a cédula de identidade no nome do irmão dele. O carro que ele estava, uma picape FIAT/Strada de cor cinza também foi apreendido.

O suspeito foi levado para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material apreendido. Jaudet é bastante conhecido no meio policial e já aplicou diversos golpes em Patos de Minas e toda região. Em maio deste ano, ele foi preso após aplicar golpe num velório e deixar uma família com prejuízo de mais de seis mil reais.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS