Irmã gêmea de Madalena também viveu condições análogas à escravidão, aponta reportagem do UOL

Filomena teria trabalhado por cerca de 28 anos sem receber salário.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
A história de Madalena Gordiano foi revelada pelo Fantástico em 20 de dezembro
Foto: Reprodução (TV Globo)

O Portal UOL publicou neste domingo (27/12) uma reportagem que aponta que a irmã gêmea de Madalena, Filomena Gordiano, viveu em condições análogas à escravidão em São Miguel do Anta, na Zona da Mata mineira.

Segundo a reportagem do jornalista Thiago Rabelo, Dalton César Milagres Rigueira, investigado no caso Madalena, disse em depoimento que sua tia, Maria da Conceição, teria acolhido Filomena quando ela tinha oito anos de idade, ou seja, na mesma época de Madalena.

Filomena teria trabalhado por cerca de 28 anos sem receber salário. O filho de Maria da Conceição, Cláudio Renato, declarou, segundo o UOL, que “Filomena viveu com sua mãe desde criança e que ela nunca teve carteira assinada, férias ou direitos trabalhistas, mas garante que não houve exploração”.

Em 2010, Filomena saiu da casa de Maria da Conceição e foi viver com seu marido e seu filho. Ao UOL, o filho disse que a relação da mãe com a “ex-patroa” é “amistosa”.

O UOL consultou o advogado da família de Dalton Milagres, Brian Epstein, mas ele não quis se pronunciar a respeito de Filomena.


Clique aqui e acesse a reportagem do UOL


Cobertura Completa do Caso Madalena

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ATENÇÃO: Dê preferência em utilizar sua conta do Facebook ou Google para comentar. Comentários com cinco descutidas serão submetidos a moderação. Para denunciar um comentário, clique na bandeira vermelha.
Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.