Inscritos no Enade já podem preencher Questionário do Estudante

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Estudantes

Devem preencher o formulário alunos da graduação, os  que  estão  começando  ou  concluindo  os cursos e estudantes irregulare        Arquivo/Agência Brasil

Os inscritos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 já podem preencher o Questionário do Estudante no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais (Inep).

O formulário deve ser preenchido de hoje (4) até 26 de novembro, data de aplicação do exame. Será considerado irregular no Enade o estudante que não cumprir esse prazo.

Para responder, é preciso que o participante já tenha feito o cadastro no portal do Inep e recebido a senha, que será a usada também para acompanhar o andamento da inscrição, a consulta sobre o local de prova e a conferência do resultado individual.

O Questionário do Estudante faz um levantamento do perfil socioeconômico e acadêmico dos participantes do Enade, avaliando aspectos sobre o curso de formação.

Este é o primeiro ano em que os estudantes participam do processo de inscrição no exame. O coordenador do curso continua sendo o responsável pela inscrição, mas cada estudante deverá fazer o próprio cadastro, informando suas especificidades.

Aqueles que desejarem usar nome social devem fazer a solicitação sobre o atendimento do dia 11 ao dia 15 deste mês.

O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos, habilidades e competências adquiridas. Devem ser inscritos no exame os alunos dos cursos de graduação e os que estão entrando ou concluindo os cursos avaliados na edição, bem como estudantes irregulares. A cada ano, o exame avalia um grupo diferente de cursos superiores, ciclo que se repete a cada três anos.

Dados divulgados na semana passada sobre o Enade 2016 mostram que o estudante do ensino superior no Brasil vem de famílias com renda familiar de, no máximo, R$ 2.640; é branco (51,7%); solteiro (74,4%); mora com pais ou parentes (54,6%); não trabalha (56,4%); não tem renda (54,5%) e dedica, no máximo, três horas a estudos semanais extraclasse.

Edição: Nádia Franco

Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente do respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Achou um comentário ofensivo? Clique em "denunciar".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.