Inscrições para o Fies e P-Fies começam nesta quarta (5)

Saiba como conseguir bolsa de estudo mesmo sem ter sido contemplado pelo programa do governo
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Começam nesta quarta-feira (5) as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) e devem seguir até o dia 12 deste mês, conforme cronograma do Ministério da Educação (MEC). Em 2020, serão ofertados 70 mil contratos para o Fies. Já para o P-Fies não há limite de vagas.

Quem pode se candidatar no Fies e P-fies são os estudantes que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a 0 na redação.

Porém, existem critérios de seleção diferentes para as duas modalidades. Assim, para se inscrever no Fies é necessário que o candidato possua renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

Já para o P-Fies, o candidato deve comprovar renda familiar mensal bruta familiar, por pessoa, de três até cinco salários mínimos.

Para tanto, seja para o Fies ou P-Fies, o candidato deve acessar o site do programa e clicar em “Minha inscrição”. O resultado dos contemplados será divulgado no dia 26 de fevereiro.

O que é Fies?

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação (MEC), que tem como objetivo conceder financiamento a estudantes em cursos superiores da rede de ensino particular. O Fies foi instituído pela Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001.

Boleto Fies

O modelo de financiamento do Fies possibilita juros zero em uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. O programa oferta vagas para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.

No Fies, o boleto é gerado para pagamento respeitando o limite de renda do contemplado, fazendo com que os encargos a serem pagos pelo estudante diminuam consideravelmente.

Já o boleto do P-Fies é destinado aos estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos.

Bolsas de estudo para quem não conseguiu Fies

A expectativa é grande para conseguir uma bolsa de estudo, afinal, para muitas pessoas, é o único meio de conseguir estudar em um faculdade particular. Contudo, nem todos os inscritos no Fies ou P-Fies conseguem ser contemplados com uma bolsa.

Por isso, programas privados de inclusão educacional, como o Educa Mais Brasil, disponibilizam bolsas de estudo para diversas modalidades de ensino. Para garantir a oportunidade não é preciso apresentar nota do Enem ou renda familiar. Basta acessar o site, consultar as bolsas disponíveis e confirmar a pré-matrícula.

 

Fonte: Brenda Chérolet – Agência Educa Mais Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS