Influenciadores digitais do PT foram pagos para criticar Bolsonaro

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Depois de algum tempo, porém, a prática foi suspensa e o foco ficou sendo a divulgação de candidatos petistas.

O projeto teria iniciado com um cunho noticioso, para replicar pautas positivas nas redes sociais. A dezena de jornalistas contratados pela empresa cuidava tanto da curadoria quanto da produção de conteúdo. Uma parte do time era responsável por recolher notícias positivas sobre as candidaturas, fazendo o clipping de grandes veículos da imprensa. Os textos eram inseridos no aplicativo, com a indicação da fonte da notícia, e a reverberação deles era tarefa dos influenciadores que participavam do game.

- Continua depois da publicidade -

O Antagonista reproduziu informações do jornal alemão Deutsche Welle (DW), que conversou com um dos militantes petistas:

Por orientação interna, os jornalistas da Fórmula Tecnologia começaram a investir em matérias que falavam bem do candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva, que tinha seu próprio aplicativo, o Brasil Feliz de Novo, mesmo nome de sua coligação.

Começaram também a produzir pautas contrárias a Jair Bolsonaro, que concorre à Presidência pelo PSL. Pouco tempo depois, outra orientação interna vetou o tema.

Tarciso Morais – Renova Mídia – Com informações do Antagonista

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -