Inflação na saída das fábricas fica em 0,43% em janeiro

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Ortigueira (PR) - O presidente interino Michel Temer participa de inauguração da nova fábrica de celulose da empresa Klabin, em Ortigueira, no interior do Paraná (Isac Nóbrega/PR)

A taxa é superior às observadas em dezembro (0,42%) e janeiro de 2017 (0,30%)Isac Nóbrega/PR

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a variação de preços dos produtos industrializados na saída das fábricas brasileiras, registrou inflação de 0,43% em janeiro deste ano. A taxa é superior às observadas em dezembro (0,42%) e janeiro de 2017 (0,30%).

Em 12 meses, o IPP acumula inflação de 4,28%, segundo dados divulgados hoje (2) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Entre as quatro grandes categorias econômicas, apenas os bens de consumo semi e não duráveis registraram deflação (queda de preços) em janeiro: -0,54%.

Os bens de consumo duráveis tiveram a maior variação de preços, com uma alta de 1,07% no mês. Também registraram inflação os bens intermediários, isto é, os insumos industrializados usados no setor produtivo (0,84%), e os bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos (0,14%).

Das 24 atividades industriais pesquisadas, 12 apresentaram variação positiva. Os principais impactos na inflação vieram do refino do petróleo e produtos de álcool (3,15%), outros produtos químicos (1,84%) e veículos automotores (1,27%).

Com uma deflação de 1,08%, os alimentos foram os principais responsáveis por frear a inflação medida pelo IPP em janeiro.

FONTE: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ATENÇÃO: Dê preferência em utilizar sua conta do Facebook ou Google para comentar. Comentários com cinco descutidas serão submetidos a moderação. Para denunciar um comentário, clique na bandeira vermelha.
Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.