Inep altera prazo para coleta do Censo Escolar 2020 em virtude da pandemia

Coordenações estaduais terão agora 87 dias para enviar informações
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em decisão publicada no Diário Oficial da União (DOU), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), alterou as diretrizes para a coleta de dados do Censo Escolar 2020. Por conta da pandemia do coronavírus, o prazo para coleta de dados foi ampliado para 87 dias – antes o sistema ficava aberto apenas por dois meses.

- Continua depois da publicidade -

Os representantes das escolas públicas e privadas da educação básica do país já podem acessar o Sistema Educacenso para a declaração das informações. Liberado para acesso ontem, 27, o sistema ficará aberto até 21 de agosto desse ano.

Além da ampliação de prazo para declarar as informações, o período de referência para considerar as matrículas também foi alterado. As instituições terão que considerar o dia 11 de março de 2020 – período anterior ao início da suspensão das aulas por conta do isolamento social – como data de corte. Dessa maneira, os dados sobre as matrículas declaradas ao Censo Escolar 2020 devem ter como referência essa data.

Em nota, a coordenadora-geral do Censo Escolar no Inep, Célia Gedeon, justificou como o cronograma da pesquisa foi elaborado. “Nós estudamos os diferentes decretos para traçar o cenário objetivo das datas de suspensão das aulas durante a pandemia, considerando ainda a dinâmica da declaração das matrículas no ano passado para desenhar a proposta mais indicada, com máxima antecipação do início de coleta e término mais tardio possível”, explicou.

 

O Censo

O Censo abrange as diferentes modalidades e etapas da educação básica e profissional como:

  • Ensino regular (educação infantil, ensinos fundamental e médio);

  • Educação especial – modalidade substitutiva; educação de jovens e adultos (EJA);

-Educação profissional (cursos técnicos e cursos de formação inicial continuada ou qualificação profissional).

Os dados obtidos através do Censo Escolar baseiam os cálculos de indicadores que servem para explicar a situação educacional do Brasil, tais como: Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (ldeb), as taxas de rendimento e de fluxo escolar, a distorção idade-série, entre outros. O Censo é coordenado pelo Inep e feito, anualmente, em parceria com as secretarias estaduais e municipais de Educação.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -