Idoso morto é levado até agência bancária para tentar sacar aposentadoria

Segundo a polícia, uma mulher é suspeita de levar o cadáver em uma cadeira de rodas.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Banco do Brasil - Campinhas
O caso aconteceu em uma agência do Banco do Brasil
Foto: Reprodução (TV Globo EPTV)

Um caso inusitado e revoltante foi registrado em Campinas, no estado de São Paulo, no início de outubro, dia 2, no entanto ganhou repercussão somente na última semana. Segundo informações da TV Globo, uma mulher de 58 anos é suspeita de levar um idoso de 92 anos, que já estava morto, em uma cadeira de rodas, para realizar a prova de vida em uma agência do Banco do Brasil.

Segundo a polícia, a intenção da mulher seria sacar a aposentadoria, visto que era necessário fazer um novo código de acesso (letras). Quando ela chegou na agência identificou o idoso como companheiro dela e pediu preferência, alegando que o senhor estava passando mal. Funcionários do banco, preocupados, resolveram acionar o Corpo de Bombeiros. Os militares constaram que o idoso já estava morto.

- Continua depois da publicidade -

A perícia técnica posteriormente descobriu que o idoso já estava morto a cerca de 12 horas. A mulher foi conduzida para a delegacia de Polícia Civil onde prestou depoimento. Os investigadores apuram o caso como estelionato, mas também verificam as circunstâncias que levam o aposentado a morte e qual era a intenção da suspeita após o saque do benefício.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -