Idoso é preso, suspeito, de mandar menino de 10 anos abaixar as calças em troca de dinheiro em Abadia dos Dourados

A criança chegou em casa e relatou a história aos pais. O idoso de 73 anos teria mandado o menino abaixar as calças em troca de 5,00 reais.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Ilustrativa (Triângulo Notícias)

Um idoso de 73 anos foi preso na noite de ontem, quinta-feira (17), em Abadia dos Dourados. De acordo com a PM, os pais de um menino de 10 anos de idade acionaram a polícia, após ele chegar em casa com uma cédula de dez reais. Ao ser questionada a criança afirmou que ganhou o dinheiro após um senhor pedir para ele abaixar as calças.

Diante dos fatos, a guarnição se deslocou até a residência e efetuou a prisão. Em conversa com os militares, o autor, identificado como A.B.M, negou os fatos e disse que vários menores vão até sua casa pedir dinheiro, mas que em nenhum momento ele cometeu abuso.

A família cobrou esclarecimentos às autoridades. Ainda de acordo com testemunhas, o idoso faz uso de medicamento controlado.

Ele foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Patrocínio. As investigações devem começar em breve na tentativa de elucidar a procedência dos fatos narrados.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ATENÇÃO: Dê preferência em utilizar sua conta do Facebook ou Google para comentar. Comentários com cinco descutidas serão submetidos a moderação. Para denunciar um comentário, clique na bandeira vermelha.
Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.