Hospital de campanha pode ser criado e voluntários são convocados em Patos de Minas

Para o coordenador da Defesa Civil de Patos de Minas, João Fernandes Caixeta, a solidariedade fará a diferença com os voluntários fortalecendo o combate no atendimento de pacientes com coronavírus.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Reunião Coronavírus Patos de Minas
Foto: Divulgação (Prefeitura de Patos de Minas)

A Defesa Civil de Patos de Minas está convocando profissionais e estudantes da área da saúde para trabalho voluntário no combate ao novo coronavírus. Eles formarão cadastro de reserva para atuar nas unidades de saúde (UBS e UPA) e num possível hospital de campanha em atendimento emergencial por surto da doença Covid-19 na cidade, a ser estruturado em parceria com o Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam).

Entre os graduados, podem compor o grupo, por exemplo, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, nutricionistas e psicólogos. Profissionais e estudantes da área da saúde que quiserem fazer parte das atividades devem preencher o formulário via internet, acessando este link. Ao realizar o cadastro, é importante que o candidato insira seu telefone e e-mail atualizados para contato.

- Continua depois da publicidade -

Para o coordenador da Defesa Civil de Patos de Minas, João Fernandes Caixeta, a solidariedade fará a diferença com os voluntários fortalecendo o combate no atendimento de pacientes com coronavírus. “Quanto mais pessoas inscritas, menos mortes. Uma corrente de solidariedade está se formando em todo o município. Mas reforço que a população deve seguir as medidas de não se deslocar, ficando em casa. Não é necessário nem é o momento para gerar pânico na comunidade”, disse.

O coordenador ressalta que o esforço conjunto terá feito toda a diferença ao fim dessa pandemia. “Devemos atuar conjuntamente para minimizar os riscos com ações de higienização e, aos poucos, retornando à normalidade. A Defesa Civil somos todos nós, e temos que estar juntos neste momento, envolvendo vários órgãos públicos, sociedade civil, comunidade acadêmica e interessados em salvar vidas.”

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -