Homenageados na Medalha Inconfidentes destacam a importância de se investir e acreditar em Minas Gerais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O esforço diário para desenvolver e tornar Minas Gerais um Estado cada vez melhor. Esse foi o sentimento relatado pelos agraciados na Medalha da Inconfidência, realizada neste sábado (21/4), em Ouro Preto. Durante a solenidade, foram entregues comendas – a maior honraria concedida pelo Estado de Minas Gerais – a 170 personalidades e instituições que contribuíram para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil.

Dentre os agraciados com a Grande Medalha, destaque para a vereadora do Rio de Janeiro e ativista dos direitos humanos Marielle Franco, que recebeu a comenda in-memoriam. A entrega da honraria foi feita à sua companheira Mônica Tereza Benício, que destacou a presença das causas sociais levantadas diariamente pela vereadora, assassinada a tiros no mês de março na capital fluminense.

“Na verdade, apesar da tristeza que hoje paira sobre nós, a causa é nobre. A vida dela foi uma vida de luta, de um trabalho de muita construção, sempre em cima da pauta sobre os direitos humanos. Infelizmente, o momento não é o mais adequado, mas essa medalha em algum momento seria entregue a ela, de alguma forma. A ideia é que o legado dela não se perca, o trabalho tenha continuidade, não só por meio dos eventos, mas também das ações diárias de luta, levando as pautas contra o racismo, contra a homofobia, contra o genocídio às pessoas negras, levando a bandeira do feminismo, dando continuidade as ações dela de forma diária”, disse.

O Prêmio Nobel da Paz de 1980 e também ativista dos direitos humanos, o argentino Adolfo Pérez Esquivel, apesar de não ter comparecido, também foi homenageado pela sua contribuição ao mundo. Em 1974, na cidade de Medellin, na Colômbia, o argentino coordenou a fundação do Servicio Paz y Justicia en América Latina, junto com bispos, teólogos, militantes, líderes comunitários e sindicalistas. Ainda atuou no enfrentamento a crimes de tortura e desaparecimento forçado de militantes políticos e agentes comunitários praticados pelas ditaduras militares por toda a América Latina. Por essa atividade, Esquivel recebeu o Nobel da Paz de 1980.

Quem também destacou a importância de ser construir legados para evolução do mundo foi o ex-ministro Renato Janine Ribeiro, agraciado com a Grande Medalha. “Recebo com muita alegria essa homenagem de um governo que é popular. Eu entendo que receber essa medalha é também um reconhecimento à importância da educação. Apesar de o Brasil viver hoje uma crise muito séria do pondo de vista político, ético, social, neste momento ter na educação seu exemplo, pode ser um dos bons motivos para a gente sair disso”, reforçou.

A pequena Esthéfany Rodrigues Ribeiro (10 anos) entendeu a importância de receber a honraria. Em fevereiro, ela sofreu um acidente com um grupo de alunos a caminho da escola em São João Batista do Glória, Território Sul, quanto a Kombi que transportava os estudantes caiu em um barranco. Todas as vítimas foram resgatadas graças ao ato heroico dela e de sua colega Ana Clara Garcia de Oliveira, de 15 anos, também homenageada. “Foi um dia muito triste, mas hoje eu estou feliz por ser lembrada e ganhar até uma medalha”, disse, emocionada.

Quem também acredita que o trabalho em prol do ser humano pode melhorar Minas Gerais é o representante do Cárita Brasileiro, Regional Minas Gerais, Rodrigo Pires Vieira. A instituição internacional, ligada às dioceses da Igreja Católica, tem como propósito ajudar as pessoas mais pobres, dando a elas dignidade. “Nós temos vários projetos na área alimentar, da promoção de hortas comunitárias, de lavouras comunitárias, associações e cooperativas. Essa medalha nos mostra que estamos no caminho certo. Queremos cada vez mais trabalhar e divulgar nossas ações em todo mundo. Hoje estamos em mais de 200 países e nosso propósito é fazer o bem”, afirmou.

Com 67 anos de estudos somente na área eleitoral, Eleonora Fernandes Rennó, conta que está aposentada do Tribunal Regional Eleitoral, mas que a cada ano sente o peso e a importância da democracia para Minas Gerais e para o país.  “Já recebi outras medalhas, mas me sinto feliz por ser lembrada ainda hoje pelo meu trabalho em prol da democracia. O direito eleitoral é o mais democrático de todos, tem muito valor diante da lei, porque cada um é um voto. E é esse o apelo que eu faço, da consciência nesse voto, pois é uma coisa muito importante que nos foi confiada e que pode mudar a vida não só dos mineiros, mas também de todo país”, disse.

O prefeito de Ouro Preto, Julio Pimenta, relembrou a importância histórica e democrática de cidade, destacada na data de hoje. “Ouro Preto se orgulha por ser o berço, o palco das celebrações do dia 21 de abril. Todo pais reflete sobre a Inconfidência Mineira, momento de obstinação do nosso povo, que se expressou de forma veemente, contribuindo para os alicerces da independência da nação”, afirmou.

Social

Artesã há mais de 70 anos, Dona Cecília Matias do Carmo Ferreira, natural de Ouro Preto, se emocionou ao receber a medalha. “Com essas mãos eu trabalho há muitos desses meus 80 anos. Crochê, eu comecei com 8 anos de idade. Passei meu ofício para varias gerações.Estou e fiquei muito emocionada pelo reconhecimento de Minas Gerais pelo meu trabalho. Apesar de já estar com 80 anos, eu espero ganhar outros prêmios como esse”, afirmou.

O cantor Mauricio Tizumba disse se sentir honrado com a homenagem. “Para mim, essa medalha é um ato de alegria, de reconhecimento do meu trabalho em prol da cultura afro, e por isso eu me sinto super honrado, alegre e feliz, mas certo de que há muito o que mudar em favor do povo mineiro e dos brasileiros. Hoje estamos aqui por conta de Tiradentes, um grande herói”, reforçou.

Ofélia de Lourdes de Hilário, conselheira da Associação Afro Cultural de Betim CorBrasil, fez da homenagem a continuidade da sua luta diária contra o preconceito e divulgação da cultura afro. “Eu sou militante, desde a adolescência, de movimentos negros e contra todas as formas de discriminação, junto às comunidades mais carentes, nas vilas, nas favelas, em associações de bairro, lutando para a dignidade do nosso povo, para que as pessoas tenham igualdade de oportunidade. Por isso essa medalha me mostra que eu estou no caminho certo”, frisou.

Para Túlio Madureira da Silva, produtor de queijo artesanal do Serro, o agraciamento com a Medalha Grau Inconfidência é o reconhecimento do seu trabalho e do setor. “Para mim, é uma honra receber essa medalha e me tornar realmente um inconfidente nessa luta, principalmente pela nossa causa. Porque o queijo faz parte da história e da economia de Minas Gerais, e a gente tem lutado para a valorização e legalização do queijo artesanal”, complementou. 

Cerimônia

Criada em 1952 pelo governador Juscelino Kubitscheck, a Medalha da Inconfidência possui quatro designações: Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência.  Foram 40 agraciados com a Grande Medalha, 58 com a Medalha de Honra e 72 com a Medalha da Inconfidência. De acordo com a Constituição do Estado, o governador Fernando Pimentel baixou decreto transferindo simbolicamente a capital de Minas Gerais para Ouro Preto. A cidade foi a capital mineira de 1823 até 1897.

Neste ano, atendendo aos pedidos da população e para minimizar os impactos na rotina da comunidade local, como, por exemplo, o fechamento de vias importantes da cidade, o Governo de Minas Gerais realizou a solenidade em dois momentos distintos.

A entrega da Medalha da Inconfidência, que exige mais estrutura e tem maior impacto no dia a dia dos ouro-pretanos, ocorreu no Centro de Artes e Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Com a mudança, a cerimônia durou, entre preparativos e solenidade, menos de 24 horas. Em anos anteriores, o local chegou a ficar fechado por mais de 10 dias.

A demanda partiu de lideranças políticas, comerciantes e moradores, afetados pela realização do evento, e foi encaminhada ao governo por meio de ofício. A manutenção, no entanto, de parte da solenidade na Praça visa preservar as tradições da entrega da maior honraria concedida pelo Estado de Minas Gerais.

Na Praça Tiradentes, o governador  foi recebido com honras militares. Em seguida, colocou flores no monumento a Tiradentes e recebeu o fogo simbólico, fazendo o acendimento da Pira da Liberdade. Houve também salva de 21 tiros. O hino nacional do Brasil foi executado pela Banda de Música da Polícia Militar de Minas Gerais. Na sequência, Fernando Pimentel seguiu para o Centro de Artes e Convenções da UFOP, acompanhado por crianças das escolas municipais de Ouro Preto e Rio Doce, onde entregou a Medalha da Inconfidência.

Agraciados

Grande Medalha

Adailton Pereira – Pró-reitor Universidade do Estado de Minas Gerais

Adilson Giovani Quint – Comandante da Escola de Sargento das Armas do Exército Brasileiro

Adolfo Pérez Esquivel – Argentino Ativista de Direitos Humanos e Vencedor do Nobel da Paz de 1980

Afrânio Silva Jardim – Professor de Direito Processual Penal da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Ouro Preto (ADOP)

Ana Claudia Oliveira Perry – Delegada-Geral de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais

André Agostinho Leão de Oliveira – Subcomandante-Geral da PMMG

Antonio Alvimar Souza – Vice-Reitor da UNIMONTES

Cáritas Brasileira – Regional Minas Gerais

Carlos Henrique Perpétuo Braga – Desembargador do TJMG

Claudio Roberto de Souza – Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Edgard Estevo da Silva – Chefe do Estado-Maior do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Edson Moreira da Silva – Deputado Federal

Emerson Mozzer – Corregedor da Polícia Militar de Minas Gerais

Fernando Antonio Arantes – Chefe do Gabinete Militar do Governador e Coordenador da Defesa Civil

Flávio Augusto Viana Rocha – Chefe de Gabinete do Comandante da Marinha

Flávio Roscoe Nogueira – Vice-Presidente da FIEMG

Gilson Soares Lemes – Desembargador do Tribunal de Justiça

Glycon Moreira Franco – Deputado Estadual

Henrique Martins Nolasco Sobrinho – Comandante da 4ª Região Militar do Exército

Jacson Rafael Campomizzi – Procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais

Jessé José Freire de Souza – Presidente da Escola do Tribunal de Contas de São Paulo

Lenio Luiz Streck – Professor titular da UNIFINOS RS e UNESA RJ

Manoel Magno Lisbôa – Advogado, coronel reformado e professor aposentado

Márcia Angelita Tiburi – Artista Plástica, professora de filosofia e escritora brasileira

Márcio Roberto Vieira Valadão – Pastor da Igreja Batista da Lagoinha

Marielle Franco (In-memoriam) – Vereadora do Rio de Janeiro

Mário Sérgio Rodrigues da Costa – Comandante do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica

Mauro Bellintani – Comandante da Escola Preparatória de Cadetes do Ar

Paulo Roberto de Freitas (Bebeto de Freitas) (In memoriam) – Diretor de Controle e Administração

Priscila Euler Freire de Carvalho – Diretora do Museu de Arte da Pampulha

Renato Janine Ribeiro – Ex-ministro da Educação

Ricardo Antônio Vicintim – Diretor-Presidente da RIMA Industrial S/A e CEO

Ricardo Medeiros – Diretor-Presidente de Furnas

Ricardo Zarattini Filho In memoriam – Engenheiro e ex-deputado

Romildo Ribeiro Soares – Pastor da Igreja Internacional da Graça de Deus

Sandra Regina Goulart Almeida – Reitora da Universidade Federal de Minas Gerais

Virgílio Augusto Fernandes Almeida – Professor do Departamento de Ciência da Computação da UFMG

Andreson Pedro Gomes (In memoriam) – Técnico de Aeronave

Luiz Lindbergh Farias Filho – Senador/RJ

Grau Inconfidência

Adelina Martha dos Reis – Professora do magistério da UFMG

Alexandre Magno de Oliveira – Subchefe do Gabinete Militar do Governador

Aline Calixto – Cantora

Aline Ruas – Movimento dos Atingidos por Barragens

Ana Eliza de Souza – Cantora e compositora

Ângela Togeiro Ferreira – Diretora da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais

Aristides Ângelo Rossi Depolo – Prefeito de Bertópolis

Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges – Presidente da ABCZ

Benigna Maria de Oliveira – Pró-Reitora de Graduação da UFMG

Bruno Teixeira Lino – Juiz de Direito do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Cecília Matias do Carmo Ferreira “Dona Cecília” – Artesã

Cristiano de Castro Lamego – Superintendente-Executivo do SINDBEBIDAS

Danielle Vignoli Guzella Leite – Promotora de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais

Danilo de Siqueira Campos – Diretor comercial da GASMIG

Denise Brum Monteiro de Castro Vieira – Chefe de Gabinete da CODEMIG

Edenilson Patrício Olímpio – Tripulante Operacional Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Edmárcio Moura Leal – Prefeito de Matias Cardoso

Eduardo Avelar Fonseca – Chef de cozinha

Eduardo Martins de Lima – Controlador-Geral do Estado de Minas Gerais

Evandro Campos Maria – Diretor do Instituto de Filosofia e Tecnologia Dom João Resende Costa da PUC-MG

Fábio Lúcio Maciel – Cantor e compositor

Geraldo Henrique Figueiredo Campos – Presidente do Mercado Central

Geraldo Márcio Gomes da Silva – Administrador de empresas

Gonçalo Valdivino Pereira – Prefeito de Datas

Hercílio Araújo Diniz Filho – Empresário (Armazém Diniz)

Hércules de Paula Freitas – Diretor de Tecnologia e Sistemas da PMMG

Homero Aguiar Paiva – Diretor Técnico da MRV/Cafeicultor

Ismênia Aparecida de Oliveira – Artesã

Joedis Marques Ferreira – Assessor da Secretaria de Estado de Governo

Jorge Eustáquio Netto Armando – Assessor Jurídico da Polícia Militar de Minas Gerais

Jorge Moisés Júnior – Advogado

José Carlos Serufo – Professor Adjunto da Faculdade de Medicina da UFMG

José Geraldo Alves de Almeida – Prefeito de Ponto Chique

José Luciano Martins “Zé Preto” – Garçom do restaurante Casa do Ouvidor

José Maria de Castro Matos – Prefeito de Morro da Garça

José Ricardo Brandão Martins – Conselheiro da Usina Jatiboca/Pecuarista

Juarez Ferreira Moreira – Violonista e compositor

Laerte Coutinho – Cartunista

Leonardo José Paixão Dias – Chef de cozinha

Luanna Kathleen Paiva Ramalho – Presidenta da União Estadual do Estudantes de MG

Luiz Augusto Pianetti – Artesão

Luiz Carlos Rodrigues – Presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando

Luiz Fernando Alves – Prefeito de Itamarandiba

Marcelo Aragão de Podestá – Gastrônomo

Marco Antonio dos Anjos Falcone – Empresário/Vice- Presidente do SINDBEBIDAS

Maria Aparecida Esteves de Miranda – Presidente da Associação de Comerciantes e Lojistas de Nova Lima

Maria Cecília Cardoso Jannuzzi – Artesã de trabalhos manuais

Maria de Fátima Rufino Figueiró de Lourdes – Presidente da AFAS

Mariana Resende de Carvalho – Produtora Rural

Maurício Lino Moreira (Maurício Tizumba) – Músico, ator, empreendedor cultural

Murillo de Albuquerque Regina – Pesquisador da EPAMIG

Nilton Caetano de Oliveira – Presidente da Assoolive

Ofélia de Lourdes Hilário de Oliveira – Conselheira da Associação Afro Cultural Betim

Ormeu Rabello Filho – Prefeito de Rio Novo

Pablo Roni Oazen de Rezende – Chef de cozinha

Pedro Leão Souza Leite – Subsecretário de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais

Polyana Cristina Barbalho – Capitão da PMMG

Renato Ribeiro Marins – Presidente da Escola de Samba Paraíso do Tuiuti

Ricardo Rodrigues – Presidente do Conselho de Administração da ABRASEL em MG

Rilke Novato Públio – Superintendente Estadual de Vigilância Sanitária de Minas Gerais

Roberto de Jesus – Prefeito de Nanuque

Rodrigo Souza Leite – Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da FUNED

Roldão de Faria Machado – Prefeito de São Roque de Minas

Romero Iago Freitas Mendes – Diretor Assistencial do Hospital Universitário Clemente de Faria/UNIMONTES

Silvio Netto – Direção do MST

Teodoro Adriano Costa Zanardi – Professor da Puc Minas

Thiago Rocha Ferreira – Delegado Regional de Polícia Civil de Capelinha

Túlio Madureira da Silva – Produtor Rural

Vilmar Oliveira de Jesus – Diretor do Instituto Sociocultura Vale Mais

Vilson Luiz da Silva – Presidente da FETAEMG

Vishal Raman Singh – Diretor da Hindalco do Brasil

Zaqueu Astoni Moreira – Secretário Municipal de Cultura e Patrimônio de Ouro Preto

Grau Honra

Alessandro Anilton Maia Nonato – Comandante da Capitania Fluvial do São Francisco da Marinha do Brasil

Alexandre dos Anjos Ferreira – Comandante do 55º Batalhão de Infantaria

Ana Clara Garcia de Oliveira (São João Batista da Glória) – Estudante

André Mendes Moreira – Professor de Direito Tributário da UFMG

Ângelo Nascimento Marroso – Aeronáutica

Armando Freire – Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Bernardo Pinto Paiva – Presidente da AMBEV

Berthie Ribeiro Neto – Diretor de Engenharia da Google

Bruno Tasca Cabral – Chefe de Gabinete da Polícia Civil

Caius Vinícius Gonzaga Goulart – Promotor de Justiça do Ministério Público de MG

Carlos Bartolomeu – Empresário do ramo atacadista

Carlos Roberto de Faria – Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Carlos Rubens dos Santos Doné – Rádio Itatiaia

Célio Dantas de Brito – Secretário de Estado Adjunto de Transportes e Obras Públicas

Charles Generoso Baracho – Comandante da 19ª Região da Polícia Militar

Cléia Gonçalves Mota – Chefe de Gabinete Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais

Dárcio Lopardi Mendes – Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Eduardo Navarro de Carvalho – Presidente da Telefónica Brasil

Eleonora Fernandes Rennó – Funcionária Aposentada do Tribunal Regional Eleitoral

Emílio César Ribeiro Parolini – Presidente da Federaminas

Esthéfany Rodrigues Ribeiro (São João Batista da Glória) – Estudante

Fábio Murilo Nazar – Procurador do Estado da Advocacia-Geral do Estado de Minas Gerais

Gério Patrocínio Soares – Defensor Público do Estado de Minas Gerais

Germano Luiz Gomes Vieira – Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável

Glenio Martins de Lima Mariano – Presidente da EMATER

Hélvio de Avelar Teixeira – Presidente do Conselho Estadual de Educação de Minas Gerais

João Felício Rodrigues Neto – Pró-Reitor de Ensino da UNIMONTES

Joaquim Rocha Dourado – Subsecretário de Relações Institucionais da Secretaria de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais

José Flávio de Almeida – Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

José Luiz Quadros de Magalhães – Professor Titular da Puc Minas

José Marcelino de Rezende Pinto – Professor Titular da Universidade de São Paulo

Leonardo Avritzer – Professor titular da Universidade Federal de Minas Gerais

Letícia Baptista Gamboge Reis – Delegada de Polícia Civil de Minas Gerais

Luísa Cristina Pinto e Netto – Procuradora da Advocacia-Geral do Estado de Minas Gerais

Luiz Alexandre Brognaro Poni – Presidente da Associação Mineira de Supermercados Marcelo Andrade Cattoni de Oliveira – Professor titular de Direito Constitucional da UFMG

Marcelo Tavares de Souza – Chefe da 1ª Seção do Estado-Maior-Geral da 4ª Região Militar do Exército

Marco Aurélio Crocco Afonso – Diretor-Presidente do BDMG

Marcos Lincoln dos Santos – Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Mario Fernando Montenegro Campos – Pró-Reitor de Pesquisa da UFMG

Mário Lúcio Quintão Soares – Professor adjunto da PUC MINAS

Maurício Stegemann Dieter – Advogado e professor de Criminologia da USP

Monica Tereza Azeredo Benicio – Arquiteta

Newton Teixeira Carvalho – Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Ozório José Araújo do Couto – Servidor da Secretaria de Estado de Casa Civil e de Relações Institucionais

Pedro Claudio Coutinho Leitão – Vice-Presidente da Rede Doctum de Ensino e ex-secretário de Agricultura

Raimundo Alves de Jesus – Presidente da Academia Cordisburguense de Letras

Ricardo Alexandre Sapi de Paula – Secretário de Estado Adjunto de Esportes

Robert Carlos Lyra – Presidente da Usina Delta

Sávio Lopes Gil – Chefe do Estado Maior da 4ª Região Militar do Exército Brasileiro

Sérgio Pessoa de Paula Castro – Advogado-Geral Adjunto do Estado

Sérgio Santos Sette de Câmara – Presidente do Atlético/MG

Thomas da Rosa Bustamante – Professor Adjunto da UFMG

Valmir Moraes da Silva – Ajudante de Ordens do ex-presidente Lula

Wagner Antônio Pires de Sá – Presidente do Cruzeiro Esporte Clube

Wenderson de Souza Lima – Advogado

William Robert Eckert – Chefe da Divisão Administrativa do Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa

Wilson Almeida Benevides – Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais

FONTE: Agência Minas

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS