Homem envia nudes, é acusado de pedofilia e quase cai em golpe de estelionato

Estelionatário fingiu ser policial civil para tentar chantagear a vítima e conseguir dinheiro.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um homem de 47 anos, residente em Patrocínio, no Alto Paranaíba, foi vítima de um golpe após enviar fotos íntimas pela internet. Segundo a Polícia Militar, a vítima procurou o batalhão na quinta-feira (13/08) e relatou o ocorrido.

O cidadão narrou que na segunda-feira (10) uma mulher desconhecida enviou mensagem para seu celular, chamando-o de “meu amor”, tendo esta mulher lhe enviado uma foto sensual. O homem então teria iniciado a conversa e encaminhado fotos íntimas.

- Continua depois da publicidade -

Passado um tempo, um indivíduo chamou a vítima no WhatsApp e lhe enviou um vídeo mostrando um cenário, que seria uma sala de Delegacia de Polícia Civil, onde havia algumas armas e também um distintivo de chefe de Polícia Civil do Rio grande do Sul em cima de uma mesa. Próximo ao distintivo havia uma documentação, como se fosse um boletim de ocorrência, que continha os dados da vítima e também uma síntese do ocorrido.

O homem, passou a exigir dinheiro da vítima, dizendo que poderia prendê-lo por pedofilia, pois a mulher das conversas era uma adolescente de 13 anos. Que iriam prendê-lo em Patrocínio e encaminhá-lo até a divisão Deca em Porto Alegre/RS.

Diante disso, a vítima procurou a polícia em Patrocínio e foi orientada. Nenhum valor foi pago ao golpista. A Polícia Militar orienta a população a tomar cuidado para não cair em golpes.

– cuidado com ligações e contatos de estranhos, não repasse de forma alguma dados pessoais e bancários a ninguém, mesmo se a pessoa afirmar que é do banco ou da operadora de cartão;

– cuidado também com o recebimento e repasse de informações via e-mail;

– os cartões bancários são de uso pessoal, não se deve emprestar o cartão a terceiros;

– nunca entregue seus os cartões a ninguém, os bancos ou operadoras não buscam os cartões dos clientes, mesmo se constatar que o cartão foi clonado;

– não abra e-mails de estranhos e confira junto aos credores as informações contidas nos boletos bancários;

– desconfie de ligações e contatos de pessoas solicitando informações como número de cartões e de senhas, os bancos não fazem contanto com os clientes solicitando essas informações;

– em caso de constatação que o cartão foi clonado, faça o bloqueio do cartão através dos serviços de atendimento ao cliente e procure a Polícia Militar para o registro da ocorrência;

– cuidado ao receber cheque, não aceite o documento preenchido previamente, confira os dados do documento, a assinatura e consulte o cheque nos serviços de proteção de crédito antes de aceita-lo;

– nunca deposite qualquer valor em contas de pessoas estranhas;

– a ambição desmedida do lucro fácil favorece a ação dos vigaristas. Não se deixe levar por ofertas fabulosas e de lucro fácil.


Informações: Polícia Militar

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -