Homem é preso por furto e abate clandestino de animais em Romaria; ele possui 29 passagens policiais

O autor possui mais de 28 passagens policiais. Outros dois envolvidos estariam foragidos.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
O autor resistiu a prisão e teve de ser imobilizado.
Foto: Colaborador do TN

Na noite de ontem, segunda-feira (20/11), a Polícia Militar foi acionada após um fazendeiro ter uma vaca furtada na zona rural de Romaria. O idoso de 68 anos recebeu informações de que seu animal seria furtado e abatido.

Logo após ficar ciente da situação, ele se deslocou para a fazenda e ao chegar no pasto constatou que a vaca já havia sido furtada e pior, já tinha sido cruelmente abatida. Ele visualizou uma motocicleta, ocupada por duas pessoas, saindo do local. O homem saiu no encalço dos criminosos e perseguiu o veículo até uma rua próximo ao Ginásio Poliesportivo da Escola Rosalvo de Miranda. Lá um dos ocupantes, desceu e evadiu a pé.

- Continua depois da publicidade -
O animal foi covardemente abatido na propriedade do dono.
Foto: Divulgação (PMMG)

O condutor da moto deslocou sentido ao Bairro Nascimento. A Polícia Militar foi acionada e realizou rastreamentos que cominaram na localização do autor Alexandro Honório Martins 46 anos que estava escondido em uma residência. Ele tentou resistir a prisão e os militares tiveram que empregar técnicas de imobilização. No fim, o autor foi detido e encaminhado para a delegacia de plantão em Patrocínio.  Ainda durante o deslocamento, o autor chutou o cofre da viatura e o danificou.

Alexandro Honório Martins foi preso pela PM de Romaria.
Foto: Colaborador do TN

De acordo com a PM, ele possui quatro passagens por arremesso ou colocação perigosa, duas por tentativa de furto, uma por furto consumado, um por desobediência de ordem judicial, oito por ameaça, nove por lesão corporal, uma pertubação do trabalho e sossego e uma por crueldade contra os animais.

Foto: Divulgação (PMMG)

Informações obtidas pelo Triângulo Notícias, dão conta que outras duas pessoas seguem foragidas. Rastreamentos estão sendo realizados e qualquer informação que leve a esses autores pode ser repassada anonimamente pelo 190.  O  animal abatido ficou na fazenda a disposição do proprietário. Ele disse estar revoltado com tamanha crueldade.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -