Homem é morto em Patos de Minas e suspeitos são presos; mulher diz que era frequentemente agredida

Homem é morto em Patos de Minas e suspeitos são presos; mulher diz que era frequentemente agredida
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um homicídio foi registrado nesta madrugada (07) no Bairro Cristo Redentor em Patos de Minas. De acordo com informações obtidas pelo Triângulo Notícias, junto a Polícia Militar, uma vítima teria sido esfaqueada na Rua Sergipe.

No local militares depararam com a vítima, Roberto José da Silva de 43 anos, o qual encontrava-se caído ao chão, na posição decúbito ventral, sem sinais vitais aparentes. Testemunhas escutaram uma discussão entre alguns indivíduos, momento em que foram para os fundos do estabelecimento onde trabalham, pois temiam se tratar de um possível assalto, contudo, ao retornarem à recepção, eles depararam com a vítima adentrando ao local com ferimentos típicos de esfaqueamento.

De acordo com as testemunhas, a vítima chegou a pedir ajuda, porém, em seguida caiu ao chão e não se levantou mais. Elas relataram que haviam acionado o Samu, oportunidade em que compareceu uma equipe de atendimento ao local, a qual confirmou a inexistência de sinais vitais.

A Polícia Militar iniciou os rastreamentos, e durante os trabalhos um suspeito de 54 anos foi visualizado em deslocamento de bicicleta pela praça dos bandeirantes, ocasião em que ele parecia estar apressado e demonstrou inquietação ao perceber a presença policial. Foi efetuada abordagem ao suspeito, o qual apresentava um corte na boca.

Segundo ele, o corte havia sido ocasionado durante uma briga entre a filha dele e a vítima, próximo ao terminal rodoviário, oportunidade em que a mulher havia supostamente agredido a vítima com facadas. O corte na boca havia sido ocasionado pela suspeita no momento em que ele tentou apartar a briga.

Os militares obtiveram acesso ao circuito de monitoramento de um estabelecimento e as câmeras registraram o momento em que ambos os suspeitos derrubaram a vítima de uma bicicleta, na esquina das ruas Sergipe e Ceará, e começaram a agredi-lo.

As diligências policiais continuaram e durante os trabalhos a polícia militar obteve êxito em localizar a suspeita de 30 anos, em uma residência situada no final do Beco São Jorge, no bairro Nossa Senhora Aparecida.

Diante dos fatos, ambos os suspeitos foram presos e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil. De acordo com a mulher, após a briga, ela havia jogado no leito da Lagoa Grande – próximo ao terminal rodoviário – a faca utilizada por ela nas agressões.

O perito criminal compareceu ao endereço do fato e realizou os trabalhos periciais de praxe, e em seguida o corpo da vítima foi liberado para o serviço funerário competente.

A mulher ainda afirmou que a vítima a agredia frequentemente e que praticou o crime para evitar novas agressões.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS