Homem de 36 anos é morto a facadas em Distrito de Rio Paranaíba; mulher é a principal suspeita

O crime aconteceu na madrugada deste domingo (10/09) no Distrito de Chaves, município de Rio Paranaíba. Ninguém foi preso até o momento.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Vanderlei Gontijo

Um homem foi morto na madrugada deste domingo (10/09) no Distrito de Chaves,  que fica à 36 KM de Rio Paranaíba. De acordo com informações da Polícia Militar, houve uma discussão na residência da suposta autora e tempo depois a vítima foi encontrada morta com um único corte na jungular. A cena do crime estava tomada pelo sangue.

De acordo com testemunhas, mais cedo o homem foi visto consumindo bebidas alcoólicas. Ele foi identificado como Rosivan Caetano de Brito de 36 anos.

Juliana Cristina Fernandes é a principal suspeita.
Foto: Vanderlei Gontijo

A PM suspeita de uma mulher identificada como Juliana Cristina Fernandes, 29 anos, que tem envolvimento com drogas. A motivação provável do homicídio é acerto de dívidas. A irmã da autora relatou que horas antes havia escutado a irmã comentar que a vítima Rosivan estava devendo uma quantia alta pra ela, e que ela iria receber de qualquer jeito.

A suspeita teria evadido em direção à Carmo do Paranaíba, onde possui familiares. As guarnições daquela cidade já foram notificadas e seguem com rastreamentos.

A perícia técnica da Polícia Civil de Patos de Minas compareceu no local e efetuou os trabalhos de praxe. O corpo foi encaminhado para IML (Instituto Médico Legal) e posteriormente liberado para os familiares.

Rosivan já foi detido tempos atrás após invadir a igreja do distrito. Naquela oportunidade, ele pegou as vestimentas do padre e vestiu. Quando foi sair, acabou ficando entalado na porta. Segundo o B.O (Boletim de Ocorrência), ele estaria sob influência de entorpecentes.

 

Texto: Lélis Félix Souza

Fotos: Vanderlei Gontijo

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS