Homem compra moto, colide e morre depois de percorrer 3 km

O acidente aconteceu na manhã desta sexta-feira (21/09) na cidade de Carmo do Paranaíba. A vítima de 58 anos não resistiu aos ferimentos.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
A colisão aconteceu em uma das avenidas mais importantes de Carmo do Paranaíba, Av. João Batista.
A colisão aconteceu em uma das avenidas mais importantes de Carmo do Paranaíba, Av. João Batista.
Foto: Júlio César (Tô na Mídia CP)

Um motoqueiro de Carmo do Paranaíba morreu em um acidente de transito na manhã desta sexta-feira (21/09), no mesmo dia em que comprou o veículo. A colisão ocorreu por volta das 10h00 da manhã, no cruzamento da Avenida João Batista com a Rua Miguel Domingues, no Bairro JK. A motocicleta que a vítima Silas Marcelo Bontempo conduzia, atingiu a parte traseira de um caminhão de coleta de lixo, pertencente à prefeitura municipal da cidade. O homem de 58 anos chegou a ser socorrido até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

De acordo com informações de pessoas ligadas à vítima, Silas havia comprado a moto Honda CG 160 Start, cor vermelha, nesta sexta-feira (21) e percorreu com o veículo apenas 3 quilômetros até sua morte. O motoqueiro teria acabado de abastecer em um posto de combustível, que fica próximo ao local do acidente, quando aconteceu a colisão. Imagens de câmeras de segurança mostram o veículo de carga parado aguardando alguns automóveis que seguiam pela outra via passar. Em seguida o caminhão começa atravessar o cruzamento e foi atingido violentamente pela motocicleta.

- Continua depois da publicidade -

Um perito da Polícia Civil de Patos de Minas esteve no local e realizou os trabalhos técnicos, que irão ajudar a esclarecer as verdadeiras causas do acidente.

Texto: Vanderlei Gontijo
Fontes: Patos 1 e Tô na Mídia

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -