Guardiões da Galáxia e do que é feito uma boa ópera espacial

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A colorida e divertida jornada épica em favor da galáxia



Ópera no espaço:
O primeiro filme de ficção científica data de 1902. Naquela época, com roteiro e direção de Georges Méliès, a obra francesa Viagem a Lua foi um sucesso de público, iniciando o gênero com o pé direito.
 

Mais de cem anos depois, temos uma grande variedade de subgêneros que agregam uma infinidade de tramas para todos os gostos. Neste contexto, surgem as óperas espaciais, filmes que apresentam heróis em cenários exóticos e tramas épicas.
As aventuras em galáxias distantes repletas de aliens peculiares, teve seu auge nos anos 60 e 70, com Star Trek e Star Wars, franquias que ainda sobrevivem com audiência cativa.
Heróis pelo universo: Quanto o assunto são HQ’s, não é novidade os heróis embarcarem em jornadas pelo espaço. No final da década de 60, o grupo de excluídos intitulado como Guardiões da Galáxia já salvava o universo. Com a formação variando durante os anos, a premissa de unir “perdedores” em missões impossíveis sempre permaneceu.
Com o sucesso Marvel nos cinemas, em 2014 é seguro dizer que apenas a marca da empresa já venderia um filme com personagens tão desconhecidos. Por ter um número tão pequeno de fãs, a liberdade que os roteiristas tiveram pode ser um fator para o sucesso inesperado. Mas, a ampla aprovação de público e crítica está mais relacionada ao carisma dos personagens.
Já podemos ver o impacto do despretensioso longa. Esquadrão Suicida tentou repetir a fórmula Guardiões, com cores vivas na grande tela e uma trilha sonora pop, mas não atingiu o mesmo feito. A própria Marvel parece querer repetir o trunfo, como podemos ver no trailer de Thor: Ragnarok que, diferente dos outros filmes do herói, parece conter uma boa dose de humor, além de apresentar cores mais vivas em seus cenários.
 
Awesome Mix Vol. 2: Resta saber se a continuação da aventura épica fará jus ao primeiro filme, estabelecendo de vez o nome dos heróis antes desconhecidos. As expectativas são altas, mas neste ponto já podemos confiar no padrão de qualidade Marvel.
E mesmo que o novo filme acabe se revelando mais do mesmo, como aconteceu em Vingadores: Era de Ultron, é inegável que o público quer mais do guaxinim falante e companhia.

 

- Continua depois da publicidade -
Ana Marques
Triângulo Notícias
30/04/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -