Guarda-vidas iniciam Operação Verão nas praias do estado do Rio

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro iniciou hoje (28) a Operação Verão 2018. Até março, mais de 1,3 mil guarda-vidas atuarão em revezamento nas praias da orla fluminense, com um reforço de 50% no efetivo. Os militares vão ocupar mais de 200 postos de salvamento e contarão com o apoio de motos aquáticas, lanchas, botes e aeronaves. Drones para monitoramento e auxílio em salvamentos também serão utilizados como recurso para a segurança durante o banho de mar.

De acordo com o comandante das Atividades e Salvamentos Marítimos dos Bombeiros, coronel Sérgio Luiz Coutinho Vincenzi, a conscientização dos banhistas é de grande importância para evitar riscos de afogamentos.

- Continua depois da publicidade -

“Até início do mês de novembro deste ano, contabilizamos 26.875 socorros realizados nas praias do estado. É um número bem grande quando se pensa em risco de morte. Precisamos de uma conduta consciente para que o lazer não se transforme em acidente. A população pode contar com a nossa orientação, se preocupando em obedecer à sinalização. Na dúvida, a recomendação é não se expor ao risco, procurando um guarda-vidas antes de entrar na água”.

Recomendações

Os banhistas devem procurar locais onde há posto de salvamento e também respeitar as placas de correnteza e perigo. Evitar entrar no mar depois de ingerir bebida alcoólica e também após longa exposição ao sol, sem antes adaptar o corpo à temperatura da água. Os pais e responsáveis devem ter um cuidado especial com as crianças. Não desviar a atenção um só instante. Vale identificá-las com nome e telefone para contato.

Até a primeira semana deste mês, o posto do Grupamento Marítimo de Salvamento, em Copacabana, zona sul do Rio, fez 9.036 salvamentos de banhistas que estavam se afogando. Em seguida, veio o posto de salvamento de Cabo Frio, na Região dos Lagos, com 5.592 socorros realizados, seguido de Itaipu, em Niterói, com 3.472 banhistas retirados do mar.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -