Governo leva práticas sustentáveis a produtores rurais da Zona da Mata

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Cursos de capacitação promovidos pelo Governo de Minas Gerais estão reunindo produtores rurais da Zona da Mata mineira interessados em adotar práticas ambientais sustentáveis. No dia 26 de outubro, o município de Guarani recebeu produtores rurais da região para um dia de campo, no qual foram demonstradas técnicas de integração de lavoura, pecuária e floresta e técnicas de recuperação ambiental das áreas de preservação permanente.

Técnicos do Instituto Estadual de Florestas (IEF) e da Emater demonstraram práticas de conservação de solo, como reflorestamento de topos, morros e encostas, recomposição de matas ciliares e cercamento de nascentes e de cursos d’água. Os produtores rurais estarão capacitados para realizar o reflorestamento de áreas degradadas na bacia do rio Paraíba do Sul, que faz parte do projeto Recuperação e Proteção dos Serviços de Clima e Biodiversidade do Corredor Sudeste da Mata Atlântica Brasileira, que tem apoio e recursos do Fundo para o Meio Ambiente Global (GEF – Global Environment Facility) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

- Continua depois da publicidade -

O IEF coordena o projeto em Minas e conta com a parceria da Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg). Os produtores interessados em participar da iniciativa receberão mudas e materiais para cercamento de áreas, além de assistência técnica. A iniciativa também pretende gerar benefícios com a captura e manutenção de estoques de carbono relacionados às mudanças do uso da terra.

O analista ambiental do IEF e coordenador do projeto, Marcelo Massaharu Araki, explica que o programa busca ainda somar esforços entre os governos estaduais, incentivando os proprietários de terras privadas a fazer o manejo sustentável das áreas. “A promoção de atividades de restauração ecológica de florestas nativas favorece a regeneração natural”, afirma.

Araki explica que o público alvo são produtores rurais, mas também estão sendo convidados gestores municipais, que atuarão como multiplicadores das técnicas. “Em Guarani, estiveram presentes 66 produtores rurais e também tivemos o apoio da Polícia Militar, além do Centro de Educação Ambiental do Povo do Vale do Rio Pomba”, observa.

As atividades do projeto começaram em setembro, nas cidades de Leopoldina, Ubá e Além Paraíba, com reuniões para divulgação do projeto. No dia 22 de novembro, será a vez do município de Guiricema receber as atividades do projeto. A reunião será realizada na Câmara Municipal do município, a partir das 13h.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: AGÊNCIA MINAS

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -