Governo anuncia consórcios autorizados para estudos de concessão de aeroportos

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Oito consórcios foram autorizados hoje (1º) a iniciarem estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental nos 13 aeroportos qualificados, em agosto passado, pelo conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), para serem concedidos à iniciativa privada.
 
De acordo com o edital, os estudos dos consórcios selecionados  terão os valores ressarcidos pelos futuros vencedores dos leilões de concessão. O estudo de viabilidade selecionado do bloco de aeroportos do Nordeste terá o valor máximo de ressarcimento de R$ 30,7 milhões e incluem os terminais do Recife (PE), de Maceió (AL), Aracaju (SE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa e Campina Grande (PB).

Para o bloco de Mato Grosso, composto pelos aeroportos de Cuiabá, Rondonópolis, Alta Floresta, Sinop e Barra do Garças, o limite para ressarcimento do estudo técnico será de R$ 22,8 milhões. Para os aeroportos de Vitória (ES) e Macaé (RJ), o valor é de R$ 11,5 milhões.

Os 13 aeroportos poderão ser concedidos à iniciativa privada individualmente ou em bloco, decisão que será tomada de acordo com o resultado dos estudos apresentados. 

Os grupos autorizados terão prazo de 120 dias para a elaboração e conclusão dos estudos ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, que servirão para subsidiar a modelagem das concessões dos aeroportos.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: Agência Brasil

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Para denunciar um comentário ofensivo clique na bandeira vermelha.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.