Governo adia a revisão dos contratos de telefonia fixa

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Os contratos de concessão da telefonia fixa serão mantidos nos termos da última revisão, feita em 2011, até a aprovação da nova Lei Geral das Telecomunicações, que está em tramitação no Congresso Nacional. De acordo com o secretário de Telecomunicações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, André Borges, a proposta do novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU), que mudaria os contratos, está baseada no PLC 79/2016, que altera a Lei Geral de Telecomunicações.

 

- Continua depois da publicidade -
Ligação de telefone fixo para celular ficará mais barata

Governo adia revisão dos contratos de telefonia fixa Marcello Casal Jr./Agência Brasil

“Vamos esperar e trabalhar para aprovação. No momento, não existem condições jurídicas para a revisão do PGMU”, disse. Segundo ele, com a aprovação do projeto de lei, o setor privado será incentivado a realizar investimentos na infraestrutura de banda larga, transferindo recursos hoje destinados para a telefonia fixa.

O prazo para a revisão do PGMU terminaria hoje (30), mas, com a decisão do governo, continuam valendo os termos da última revisão, realizada em 2011.

Fonte: Agência Brasil

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -