Novo Golpe 

Golpistas usam da dor de familiares de criança hospitalizada

Estelionatário pediu transferência para realização de exames na criança.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Um novo tipo de golpe foi registrado pela Polícia Militar na tarde desta sexta-feira (21/01). Estelionatário se passou por um médico de um hospital particular e pediu aos familiares de uma criança internada o pagamento de exames. Ao chegar no hospital e informar o pagamento, as vítimas perceberam que caíram num golpe.

Segundo informações do boletim de ocorrência, um casal compareceu na Base Comunitária da Polícia Militar e relatou que o filho de 10 anos está internado desde a data anterior num hospital particular de Patos de Minas.

Nesta sexta-feira, no horário do almoço, o pai recebeu uma mensagem via aplicativo de Whatsapp de uma pessoa que dizia ser médico, inclusive usava o nome de um pediatra do corpo clínico da unidade hospitalar. Além de falar sobre o estado de saúde do filho, o médico também pediu para que fosse realizado um PIX para o pagamento de dois exames de tomografia. A família realizou a transferência no valor de R$ 8.000,00, que caiu na conta de um terceiro.

Ao chegar no hospital, os familiares informaram a transferência. A secretária então ligou para o médico plantonista que negou ter pedido qualquer exame ou mandado mensagem por meio de aplicativo, muito menos pedido a transferência.

A direção do hospital informou aos pais ainda que não trabalha com este tipo de procedimento:  ligar, mandar mensagem ou solicitar pagamentos fora da instituição hospitalar.

A vítima então foi orientada pelos policiais militares para a demais providências.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Usamos cookies para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências.  Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.