Patos de Minas

Gaviões fazem ninho em escola e dois filhotes são resgatados

Dois funcionários da escola foram atacados nos últimos dias. O IBAMA autorizou a retirada dos filhotes que foram encaminhados para uma falcoaria em Patrocínio/MG.

Compartilhe

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Gaviões em Patos de Minas
Foto: Igor Nunes (Patos Notícias)

Um casal de gaviões fez um ninho numa árvore no parquinho da Escola Municipal Professora Madalena Maria de Melo, no bairro Aurélio Caixeta, em Patos de Minas. As aves chegaram a cerca de 15 dias e colocaram ovos. Nesta sexta-feira (17), um falcoeiro subiu no ninho e veio a surpresa: dois filhotes já tinham nascido.

O Patos Notícias apurou que pelo menos dois funcionários da escola chegaram a ser atacados pelas aves. O vice-diretor sofreu um corte na testa e passa bem. Uma faxineira foi atacada por duas vezes e teve lesões leves.

Gaviões em Patos de Minas
Foto: Igor Nunes (Patos Notícias)

A prefeitura de Patos de Minas solicitou uma autorização ao IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para retirar as aves.

Um falcoeiro, de Patrocínio/MG, compareceu de forma voluntária na escola durante a tarde. O ninho estava no alto de uma árvore de grande porte, pau-brasil. Para a surpresa de todos, no ninho já havia dois filhotes. Eles foram retirados com segurança e serão encaminhados para uma falcoaria, Cerefalco, em Patrocínio. Eles ficarão no local até que o IBAMA decida um novo destino.

As duas aves adultas não foram capturadas. Segundo o falcoeiro, elas devem permanecer nas redondezas por cerca de dois dias e depois devem seguir os instintos e buscar uma nova área para viver.

Gaviões em Patos de Minas (6)
Foto: Igor Nunes (Patos Notícias)

O gavião-carijó (Rupornis magnirostris ou Buteo magnirostris) é uma ave de rapina Accipitriforme da família Accipitridae. ele Encontrado em diferentes ambientes, ocorrendo do México à Argentina e em todo o Brasil. É a espécie predominante no Brasil. É o terror dos galinheiros. Também é conhecido pelos nomes de anajé, gavião-indaié, gavião-pinhel, gavião-pinto, gavião-pega-pinto, inajé, gavião-pinhé, indaié, pega-pinto e papa-pinto.

Como toda ave de rapina, o gavião-carijó tem um papel indispensável no equilíbrio da fauna, como regulador da seleção. Evita uma superpopulação de roedores e aves pequenas (como é o caso dos ratos e pombos nos centros urbanos).

– Com informações Wikiaves 

🔔 ATIVAR NOTIFICAÇÕES

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Comments System WIDGET PACK

Os comentários não representam a opinião do Patos Notícias. A responsabilidade pelos comentários é dos respectivos autores.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.