Garotinha de três anos é abusada sexualmente em Uberaba; pai é o principal suspeito

A criança havia passado o final de semana com o pai e em conversa com a mãe disse que o pai havia manipulado seu órgão genital. O abuso foi constatado por uma médica.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Ilustrativa

Uma mãe residente em Uberaba ficou desesperada ao descobrir que sua filha de três anos havia sido abusada sexualmente. O principal suspeito é o pai da criança, um homem de 42 anos. A genitora é divorciada e fazendo cumprir uma determinação judicial permitiu que o ex passasse o final de semana com a garotinha. Ele apanhou a filha na sexta-feira (06/10) e a devolveu na noite de domingo (08).

No dia seguinte, segunda, a menina foi para a escola, porém apresentou febre. Os funcionários chamaram a mãe que a levou até sua casa. Na tentativa de abaixar a febre, ela deu um banho e percebeu que a filha manipulava frequentemente a região genital. Ao verificar, constatou-se uma lesão; a mãe já desesperada a questionou. “Meu papai, foi passar pomada e colocou o dedo la dentro e doeu muito” disse a menina.

Sem saber o que fazer, a mãe se deslocou rapidamente até o Hospital das Clínicas, onde a vítima foi atendida por uma médica. A lesão foi confirmada e a mesma será submetida a exames mais detalhados. Ainda não é possível determinar a origem da febre da criança.

A Polícia Militar foi rapidamente acionada e após colher a versão da solicitante, a mãe, se deslocou até a residência do suspeito. O homem de 42 anos, C.J.R, não foi localizado. As investigações ficarão a cargo da Polícia Civil.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
A responsabilidade pelo comentário é totalmente de seu respectivo autor. Comentários com 15 votos negativos a mais que positivos serão removidos automaticamente. Para denunciar um comentário ofensivo clique na bandeira vermelha.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.