Fundação de Arte de Ouro Preto abre edital para exposição do Festival de Inverno

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Fundação de Arte de Ouro Preto (Faop), inspirada pelo movimento da “Tropicália”, tema norteador do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana Fórum das Artes – 2018, convoca artistas para compor a exposição coletiva “Opinião 2018”.

A mostra será realizada na Casa dos Contos, em Ouro Preto, e no Centro Cultural Sesiminas, em Mariana, durante o festival. Os interessados têm até 20 de junho para enviar os trabalhos. Para participar, é preciso ser nascido ou residente na cidade escolhida para a submissão das obras. Mais informações estão disponíveis no edital. 

 
“Opinião 2018” faz referência à exposição “Opinião 65”, organizada pelo marchand Jean Boghici e pela colecionadora e crítica de arte Ceres Franco no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM). A mostra realizada em 1965 foi inspirada pela efervecência cultural desse período e, especialmente, por um espetáculo homônimo estrelado por Nara Leão (depois substituída por Maria Bethânia), João do Vale e Zé Keti no Teatro Arena, em Copacabana. Embalados pela canção-tema – “Podem me prender, podem me bater, podem até deixar-me sem comer que eu não mudo de opinião” -, os três participavam da primeira manifestação cultural organizada após o golpe militar. 

 

A mostra coletiva “Opinião 65” marcou o início de um ciclo de abertura do cenário artístico-cultural do país para intensos e apaixonados debates, atividades e propostas criativas, e funcionou como embrião da “Tropicália”, que estouraria pouco tempo depois. 

- Continua depois da publicidade -

A Faop é responsável pela Curadoria de Artes Visuais do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana Fórum das Artes 2018. 


Edital de Marianahttps://goo.gl/gvtnjy
Edital Ouro Pretohttps://goo.gl/arofAc
Carta Convite https://goo.gl/S3Kn3S
Retificação 1https://goo.gl/2xcun2
Retificação 2https://goo.gl/NnAzyd
Ficha de inscrição https://goo.gl/Vea3dk

Faop 50 anos

A Fundação de Arte de Ouro Preto (Faop) nasceu em 1968 da união dos esforços do poeta Vinícius de Moraes, da atriz Domitila do Amaral, do escritor Murilo Rubião e do historiador Afonso Ávila como um espaço para produzir e estudar arte, semeando um novo olhar em tempos árduos. Na Faop nasceu o primeiro curso para formação de conservadores e restauradores do Brasil. Este ano, a instituição celebra 50 anos de valorização, incentivo e preservação do patrimônio artístico de Minas.

A Faop atua por meio de políticas públicas, parcerias sociais, comunitárias e educativas, realizando ações de conservação, restauração, fazeres tradicionais e da arte contemporânea em seus mais diversificados suportes e linguagens.

Outras informações:

Assessoria de Comunicação da Faop

(31) 3552-2480 

Fonte: Agência Minas

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -