Frequentadores denunciam lixo e poluição na Lagoinha

Prefeitura disse que acumulo de lixo é em decorrência do descarte irregular. Sobre a poluição, informou que coloração turva é comum no período de estiagem.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Colaborador do Patos Notícias

O que era para ser um dos cartões postais de Patos de Minas, hoje é associada a poluição por algumas pessoas. A Lagoinha está repleta de lixo e a água turva aponta para uma suposta contaminação.

Além disso, os moradores reclamam de um vazamento no extravasor. O nível da lagoa está bem abaixo do normal e é possível visualizar o fundo em alguns pontos. Nesta segunda-feira (17/08), uma equipe da Secretaria Municipal de Obras esteve no local e realizou reparos.

- Continua depois da publicidade -

No dia 17 de julho, cidadãos se juntaram em um mutirão de limpeza. Uma grande quantidade de lixo foi recolhida, porém um mês depois os resíduos voltaram a se acumular, reflexo de uma falta de consciência por parte de alguns frequentadores.

A prefeitura municipal, através de nota, informou que realizou limpeza recente no local e apontou que a atual situação é fruto do descarte irregular de lixo. Sobre a suposta contaminação da água, afirmou que a coloração turva é em decorrência da alta concentração de nutrientes.

Em relação aos questionamentos a respeito da Lagoinha, a Prefeitura de Patos de Minas esclarece:

-foi realizado mutirão de limpeza na orla e no espelho d’água da Lagoinha recentemente, reunindo agentes do Programa de Combate à Dengue, a Diretoria de Meio Ambiente, voluntários e ambientalistas. As ações no local são realizadas periodicamente, entretanto o constante descarte irregular de lixo provoca seu acúmulo. A colaboração da população é, portanto, essencial para que a limpeza na região seja conservada;

-quanto à qualidade da água, a Diretoria de Meio Ambiente informa que são feitas visitas regulares à região para monitoramento do espelho d’água, o qual atualmente apresenta coloração mais turva por causa da eutrofização, comum durante períodos de grande estiagem. Esse é um fenômeno natural que ocorre quando um corpo de água adquire níveis altos de nutrientes (por exemplo, fosfatos e nitratos), provocando o posterior acúmulo de matéria orgânica em decomposição. Com a chegada das chuvas, a situação tende a normalizar.

Um representante do CODEMA (Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente) esteve presente na Lagoinha e constatou os problemas. O lixo e a poluição das águas prejudicam a fauna, peixes e aves que vivem no local. A prefeitura já foi notificada a respeito da situação.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -