Fiscalização não chega a todos e comerciantes se sentem injustiçados em Patos de Minas

Donos de bares e restaurantes reclamam do horário de funcionamento e da falta de fiscalização.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Alguns comerciantes de bares, restaurantes e lanchonetes procuraram a reportagem do Patos Notícias e denunciaram estabelecimentos que não estão cumprindo o horário de funcionamento estabelecido pela prefeitura de Patos de Minas.

Devido a pandemia da COVID-19, estabelecimentos que comercializam bebidas e alimentos tem um horário de atendimento presencial limitado. Além disso, devem cumprir protocolo sanitário, disponível neste link.

- Continua depois da publicidade -
  • Domingo a quinta-feira: das 7h às 22h;
  • Sexta-feira, sábado e véspera de feriado: das 7h às 24h.

Um comerciante da Rua Olegário Maciel relata que o horário é injusto, porque o vírus da COVID-19 não tem horário para infectar. “Do jeito que colocam ai, parece que o coronavírus só ataca na calada da noite [risos]”.

Outra reclamação é quanto a fiscalização. Alguns comerciantes informaram que já foram alvos dos fiscais, sendo alguns, inclusive, notificados. Contudo, alguns estabelecimentos pela cidade continuam abertos após o horário limite. “Eu já liguei várias vezes no número de denúncia, mandei mensagem no WhatsApp e nada. Parece que vão só onde eles querem. A lei tem que ser aplicada para todos, se não conseguem fiscalizar, tem que liberar” desabafou outro empresário.

Imagens enviadas a nossa redação mostram dois estabelecimentos abertos fora do horário na Praça Antônio Dias.

Também houve registros na Rua Olegário Maciel, Avenida Paracatu e na Avenida Tomaz de Aquino, respectivamente:

A prefeitura de Patos de Minas foi procurada pela reportagem e reconheceu que a equipe que trabalha no plantão é reduzida, mas tem procurado averiguar as denúncias. Leia a íntegra abaixo:

Quanto à fiscalização de bares e restaurantes, a Prefeitura de Patos de Minas esclarece:

– a equipe de fiscais que trabalha no plantão de fiscalização, embora reduzida, tem procurado averiguar as denúncias recebidas. No caso específico de bares, os estabelecimentos, visitados após denúncia de funcionamento além do horário permitido, já estavam encerrando suas atividades, alguns realizando apenas organização e limpeza do ambiente;

– aos fins de semana, a equipe recebe denúncias somente via WhatsApp e até as 24 horas. Se as informações do denunciante estiverem completas, não necessariamente haverá resposta de quem está acolhendo. A queixa será enviada diretamente ao fiscal de plantão;

– naturalmente, diante de dezenas de denúncias a cada plantão, a fiscalização não conseguirá averiguar todas. É importante ressaltar que, apesar de maior flexibilização, cabe a cada cidadão tomar os devidos cuidados e acatar às determinações legais para que sejam eficazes as medidas de enfrentamento à Covid-19.

No final de setembro o coordenador da fiscalização foi alterado. O telefone de denúncia, que também é WhatsApp, é o 3822-9115

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -