Fernando Pimentel entrega prêmios para contemplados no Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O governador Fernando Pimentel entregou nesta quarta-feira (24/5), no Palácio da Liberdade, prêmios para os 16 vencedores do edital de propostas de projetos audiovisuais do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam). Com verbas de R$ 1,5 milhão da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), foram selecionadas propostas nas categorias ficção, animação e documentário.

- Continua depois da publicidade -

“Estamos premiando projetos que, depois, vão virar roteiros e, se tudo correr bem, vão virar produtos finais de uma indústria importante que é a do audiovisual. O que nós estamos fazendo em Minas Gerais é apontando o caminho do futuro, que é a pós-indústria, é o que nós chamamos de economia criativa, esse conceito que está se disseminando”, afirmou o governador.

Fernando Pimentel ressaltou o talento dos mineiros no setor e destacou a parceria com a Codemig para o desenvolvimento desses projetos. “Minas Gerais sempre se destacou pela sua capacidade intelectual e criativa. Antigamente, na literatura e nas artes – mas, agora, com os olhos postos nessa nova economia, nesse futuro que está vindo aceleradamente. É por isso que nós estamos investindo tanto e fazendo, ao contrário do que foi feito em governos passados, a aplicação de recursos da Codemig na economia criativa”, afirmou.

Segundo o governador, os investimentos nessa área são importantes para o governo do Estado. “Estamos usando recursos para apostar no empreendedorismo cultural das atividades da economia criativa, naquilo que vai ser o futuro do nosso país, da nossa gente. Estamos dando um passo importantíssimo em direção à Minas Gerais que nós queremos, desenvolvida naquilo que virá, que é o ponto que nos levou a criar mecanismos tais quais os que estamos aqui hoje entregando”, completou Pimentel.

Premiação

O concurso teve a participação de 216 propostas, ante 137 recebidas na edição anterior. Os investimentos inéditos e consistentes no audiovisual têm mobilizado e beneficiado um número crescente de produtores mineiros, o que demonstrar o acerto na política estadual de incentivo ao setor.

As propostas do Edital de Desenvolvimento de Roteiros foram analisadas por duas comissões técnicas: uma que avaliou os projetos de longas-metragens e outra para séries de TV. Participaram das equipes representantes da sociedade civil, da Secretaria de Estado da Cultura, Rede Minas, Codemig, Sebrae, BNDES, Câmara da Indústria do Audiovisual da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e Brasil Audiovisual Independente.

O Prodam

Lançado em maio de 2016, o Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam) reúne representantes de instituições privadas, setoriais, órgãos e entidades da administração pública direta e indireta de Minas Gerais. A rede de cooperação atua como um elo de forças em prol do impulso à formação, produção, distribuição, exibição e preservação do audiovisual mineiro, colocando em uma mesma direção ações diretas e dinâmicas com todos os atores atuantes.

Para o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, este foi o primeiro passo para a conclusão dos trabalhos que irão chegar até os mineiros. “Trata-se de exemplo da valorização que o governo do Estado, por meio da Codemig, dispensa à um importante polo da economia criativa. Realizar um projeto audiovisual, seja uma série de televisão ou um longa para as telas de cinema, constitui-se no primeiro desafio que o empreendedor desse setor precisa superar para alcançar o seu objetivo de chegar até o expectador, com imagens e sons capazes de despertar nele emoções que o levem a refletir sob sua condição de ser humano, sobre o contexto histórico e sobre a realidade social e política que está inserido”, disse.

O secretário de Estado de Cultura, Ângelo Oswaldo, explicou que o prêmio faz parte da consolidação de uma política mais ampla para desenvolver o audiovisual mineiro. “O programa procurou conectar todas as entidades, organizações, tanto públicas quanto privadas, que possam contribuir para o desenvolvimento efetivo do audiovisual em Minas Gerais e, com isso, nós estamos colhendo resultados. Nunca houve isso em Minas Gerais, um investimento prioritário no audiovisual. Havia algumas premiações com base na Lei Rouanet, que é recurso federal. Agora nós temos um programa continuado, articulado, de todos os setores”, ressaltou.

O cineasta Helévio Ratton, um dos premiados do programa, destacou a importância do apoio do governo de Minas Gerais ao setor. “Apesar da crise econômica que estamos vivendo, quando a maioria dos governos corta o investimento em cultura, o governo de Minas, ao contrário, em uma demonstração de sensibilidade, de visão estratégica, vem fomentando o audiovisual e colocando o cinema como um dos pilares mais decisivos da chamada economia criativa. Nunca tivemos uma política verdadeira para o setor, eram quase sempre iniciativas pontuais, isoladas, sem um planejamento que permitisse às produtoras ou os profissionais de fato planejar e programar suas ações”, disse, representando os demais premiados.

Também participaram da cerimônia o secretário de Governo, Odair Cunha, e o coordenador do Prodam Gilvan Rodrigues, entre outras autoridades.

Clique aqui e veja as sinopses dos projetos contemplados no Edital para Desenvolvimento de Roteiros.

Fonte: Agência Minas Gerais

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -