Família procura por homem de 36 anos desaparecido em Patos de Minas

O homem sofre de esquizofrenia e família pede ajuda para localizá-lo.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma família entrou em contato com o Patos Notícias divulgar o desaparecimento de um homem de 36 anos em Patos de Minas. Sidney Soares de Santana morava em Montes Claros e foi levado para uma clínica de reabilitação em Patos de Minas, porém pulou o muro do local e desapareceu, desde então. A família teme que o homem esteja passando por dificuldade, já que sofre de esquizofrenia, e pede ajuda a população patense para localizá-lo.

- Continua depois da publicidade -

Segundo a irmã Sueli Santana, há dois meses, o irmão dela veio para Patos de Minas junto com mais quatro pessoas onde foi internado numa clínica de reabilitação. Sidney é diagnosticado com esquizofrenia, porém não é interditado judicialmente. Ele morava sozinho e recebe um benefício.

Sidney chegou a ser detido pela Polícia Militar no dia quarta-feira (11/09), mas um pastor que não tem vínculo com a clínica o levou para o local. Este pastor está ajudando a família a tentar localizá-lo novamente. Posteriormente, ele pulou o muro e não foi mais visto. Apenas a carteira de identidade ficou na residência.

Ainda de acordo com a irmã, durante o registro do boletim de ocorrência, em Montes Claros, os policiais levantaram que o irmão dela foi abordado no Bairro Cidade Nova. Ele tentava entrar numa casa, mas o proprietário da residência não foi localizado e por isso Sidney foi liberado. Ele alegou aos policiais que é morador de rua.

A família pede ajuda para que Sidney seja localizado. Ela teme que o irmão possa estar passando dificuldades e que possa estar em crise, devido a esquizofrenia. Qualquer informação sobre o paradeiro dele, pode ser passado para a Polícia Militar -190 e/ou para a irmã (38) 998687850.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -