Falcão diz que a maioria dos internados são dos municípios da região

Prefeito ainda afirmou que Patos de Minas é o município que mais avança na vacinação, que segue o Minas Consciente rigorosamente, que festas de fim de ano levaram ao pico e que fiscalização seguirá intensificada.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

No início da madrugada desta segunda-feira (01/02), o prefeito de Patos de Minas, Luís Eduardo Falcão (PODEMOS), usou suas redes sociais e voltou a falar da pandemia de COVID-19. Anteriormente, ele anunciou que oferecerá o tratamento precoce como opção (clique aqui e saiba mais) após todos os leitos de UTI ficarem ocupados no domingo (31/01) (clique aqui e saiba mais).

Em nova mensagem, em seus stories no Instagram e no Facebook, Falcão informou que a maioria dos internados são dos municípios da região. “Dos 19 [leitos de UTI] só 4 estão ocupados por pacientes de Patos”.

A assessoria de comunicação divulgou, ainda no domingo (31), um release e informou que Falcão enviou uma mensagem aos prefeitos da região:

“Venho encarecidamente pedir que façam o possível para conscientizar a população de seus municípios acerca dos cuidados necessários em relação à doença. Sabemos que a população está cansada, mas, agora que estamos enxergando luz no fim do túnel, não é momento de relaxar. Precisamos adotar medidas para brecar esse crescimento muito rápido, ou não haverá aumento de leitos que segure a situação”, escreveu o prefeito, acrescentando: “Fiscalização, conscientização, distanciamento, protocolos sanitários. Não tem outro jeito, Precisamos nos unir”.

Nas redes sociais, o prefeito ainda destacou que Patos de Minas é o município que mais avança na vacinação, que o fechamento ou flexibilização das atividades é condicionado ao Minas Consciente (“seguindo rigorosamente os protocolos do plano”), que o aumento das infecções se deve às festas de final de ano e que a fiscalização será reforçada.

Leia a seguir a íntegra da mensagem:

Dando uma volta pelas redes sociais percebi que existe certa desinformação acerca dos seguintes pontos, que esclareço:

– Nenhum município está mais avançado do que Patos na vacinação. Todos estão recebendo proporcionalmente a mesma quantidade. Não tem como Patos “comprar vacina”, pois a imunização está centralizada no governo federal, que repassa aos estados e estes aos municípios.

– Patos aderiu ao Minas Consciente, do @governomg, há 8 meses e segue no programa. Não estamos liberando tudo e nem fechando tudo, estamos seguindo rigorosamente os protocolos do plano. No momento estamos na onda amarela, com grandes chances de ir pra vermelha na próxima 4ª, já que os casos estão aumentando demais nos últimos dias e os leitos estão ficando cheios.

– Patos conta neste momento com 19 leitos de UTI exclusivos para COVID, sendo 10 no Hospital Regional e 9 no Hospital de Campanha. Dos 19 só 4 estão ocupados por pacientes de Patos.

– Esta semana, certamente em função das festas de fim de ano, férias, viagens e relaxamento nos cuidados, está sendo a pior desde o início da pandemia. Recorde de novos casos diários na região.

– Neste ano a fiscalização voltou a funcionar e está muito ativa. A @prefeiturapatosdeminas organizou força-tarefa envolvendo vigilância sanitária, fiscais de diversas secretarias e apoio da @pmmg.oficial. Os estabelecimentos estão sendo fiscalizados e vários foram multados e fechados.

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.