Exército coloca tropa de prontidão para apoiar PM em refinaria do Rio

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Exército disponibilizou, na tarde deste sábado (26), um contingente de soldados para dar apoio à Polícia Militar (PM) na segurança em torno da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense. De acordo com o porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), coronel Carlos Cinelli, os soldados da Polícia do Exército (PE) estão aquartelados no 15º BPM, em Duque de Caxias, prontos para entrar em ação, caso necessário.

- Continua depois da publicidade -
O Gabinete de Gestão da Crise (GGC) determinou que a Polícia Militar (PM) faça a escolta de cinco caminhões-tanques para abastecer o BRT, sistema de ônibus expresso por corredores.

O Gabinete de Gestão da Crise (GGC) determinou que a Polícia Militar (PM) faça a escolta de cinco caminhões-tanques para abastecer o BRT, sistema de ônibus expresso por corredores. – Vladimir Platonow/Agência Brasil

O porta-voz do CML destacou que a atuação reflete a integração e coordenação entre as Forças Armadas e a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro. Cinelli frisou que as ações têm o propósito de assegurar o fluxo regular de combustíveis, especialmente no estado.

Além da Reduc, funcionam na mesma região as distribuidoras Raízen, da Shell, e a Ipiranga. No início da tarde, o Batalhão de Choque fez a escolta de cinco caminhões-tanque da Raízen, com capacidade de 40 mil litros cada, para abastecer a frota dos ônibus expressos por corredores, conhecidos como BRT, que atendem 450 mil pessoas por dia e hoje não operaram por falta de combustível.

O número de manifestantes em frente à Reduc diminuiu na tarde deste sábado e os caminhões que estavam estacionados no acostamento foram retirados, ainda pela manhã, por ordem da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

FONTE: Agência Brasil

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -