Estudo projeta que Metas do Plano Nacional de Educação (PNE) só serão atingidas em 2037

Projeção foi feita pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes).
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Estudo projeta que Metas do Plano Nacional de Educação (PNE) só serão atingidas em 2037
Foto: Divulgação (Educa Mais Brasil)

Uma das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) assumidas em 2014 é expandir o ensino superior para que, até 2024, um terço dos jovens de 18 a 24 anos estejam matriculados em algum curso de graduação. Entretanto, um estudo da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), em parceria com a empresa Educa Insights, analisou o período entre 2015 e 2017 e projeta que essa meta só será atingida em 2037.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística estima que, em 2024, a população brasileira na faixa etária acima será de mais de 22,1 milhões. Atingir a meta do PNE significa ter 33% desses jovens, ou seja, 7,3 milhões de pessoas matriculadas em um curso no ensino superior. 

- Continua depois da publicidade -

Em 2017, segundo o Censo da Educação Superior do Inep, 4,2 milhões de jovens entre 18 e 24 anos estavam na universidade – 18%. E a análise calculou que no período de três anos, a taxa média anual de crescimento foi de apenas 1%. Por isso, nesse ritmo, o Brasil só atingiria os 7,3 milhões em 18 anos.

Bolsas de estudo 

Uma forma de alavancar o número de matrículas no ensino superior e, consequentemente, melhorar o cenário da educação no país é facilitar o ingresso na rede de ensino privada. E para aumentar as chances de investir em uma graduação, muitos brasileiros já contam com bolsas de estudo ofertadas pelo Educa Mais Brasil. O programa possui 15 anos de atuação no mercado e já beneficiou mais de um milhão de estudantes. Acessando o site do programa você confere todas as oportunidades disponíveis na sua região. Os descontos podem chegar a 70%. 

*Matéria com informações do G1

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -