Estudantes vacinados se sentem preparados para começar faculdade, aponta pesquisa

Setor do ensino superior privado deverá ter retomada positiva a partir do próximo semestre
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

No próximo semestre já deve haver crescimento na retomada das matrículas no ensino superior diante da confiança dos estudantes com a vacinação em massa, como conclui a pesquisa “Observatório da Educação Superior: análise dos desafios para 2021 – 3ª edição”, divulgada nessa terça-feira (29). O levantamento aponta que 39% dos entrevistados que tomaram pelo menos a primeira dose do imunizante contra a Covid-19 desejam começar uma graduação ainda neste ano.

O ensino superior privado concentrou 75,8% das matrículas no Brasil, em 2019, de acordo com o último Censo da Educação Superior, sendo 35% na modalidade a distância (EAD) e 65%, na presencial.

Contudo, o setor foi um dos mais impactados pela pandemia, com a suspensão das aulas presenciais. Diante do avanço da imunização, a perspectiva é de melhora na confiança dos estudantes em retomarem os estudos.

Em junho do ano passado, 43% dos jovens que poderiam estar cursando o ensino superior decidiriam começar os estudos apenas quando a situação se normalizasse. Um ano depois o percentual de insegurança caiu para 26%.

Conforme o levantamento, 41% dos entrevistados pensam em ingressar no ensino superior no início de 2022. Entre aqueles que ainda não foram vacinados, 16% responderam que têm intenção de começar seus cursos no meio do ano e 43% vão aguardar o próximo ano letivo.

“A gente percebe que começou a melhorar a procura, especialmente pelo ensino presencial, que foi a modalidade mais afetada durante a pandemia. Mas, está claro que a retomada forte ficará para 2022”, diz o diretor presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), Celso Niskier.

Ainda conforme o levantamento, a maior parte do interesse dos estudantes está concentrada nos cursos da área da Saúde, representando 30% dos entrevistados. Em seguida, estão as ofertas de negócios (20%), Direito (12%), Educação (11%), Engenharias (8%), Arte e Design (7%), Tecnologia da Informação (5%) e outros (8%).

 

Sobre a pesquisa 

Realizada pela empresa de pesquisas educacionais Educa Insights, em parceria com a Abmes, a pesquisa “Observatório da Educação Superior: análise dos desafios para 2021 – 3ª edição” foi feita entre 19 e 22 de junho, pela internet. Ao todo, participaram 1.212 homens e mulheres, de 17 a 50 anos, que desejam ingressar em cursos de graduação presenciais e EAD ao longo dos próximos 18 meses, em todo o Brasil.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NEWSLETTER

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.