Estado realiza ações de prevenção às drogas para mais de 500 alunos da capital

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Auditório lotado, adolescentes atentos, com vontade de participar. Este foi o cenário, nesta segunda-feira (23/4), formado por alunos do 7º ano da Escola Municipal Eleonora Pieruccett, em Belo Horizonte. Na oportunidade, eles receberam a palestra “Drogas e seus impactos nas relações e inserção no mundo do trabalho (Jovem Aprendiz)”, promovida pela Subsecretaria de Política Sobre Drogas (Supod), da Secretaria de Segurança Pública (Sesp)

De forma lúdica e divertida, por meio de vídeos em formato de desenho, dinâmicas e brincadeira, a psicóloga da Sesp, Suely Azevedo, abordou diversos temas relacionados às drogas, tanto lícitas, quanto ilícitas, e tirou as dúvidas dos alunos. 

A estudante, Evelyn Natasha, era uma das mais empolgadas durante o evento e ressaltou a importância de discutir o tema. “Alguns colegas que são usuários incentivam a gente a experimentar. É importante falar sobre isso pra eles entenderem o quanto as drogas prejudicam e atrapalham a nossa vida”, disse.

Crédito: Carlos Alberto/Imprensa MG

O evento faz parte das ações de prevenção ao uso e abuso de drogas que já estão em desenvolvimento pela Supod ao longo do ano. Com foco nos jovens de 12 a 15 anos, os alunos da escola foram divididos em seis turmas. As palestras acontecem até esta quarta-feira (25/4). Por dia, duas turmas recebem a programação. Ao todo, 571 estudantes participarão das ações.  

Para a professora, Fernanda Mendes, “é importante trazer essa discussão para a escola. É uma forma de conscientizar os alunos. E esse tipo de abordagem, por meio das dinâmicas, faz com que eles reflitam. É diferente de nós professores falarmos dentro da sala de aula”, afirmou. 

Maratona de prevenção

Na parte da tarde, alunos do 6º ano participaram da Maratona de Prevenção às Drogas. A ação buscou, por meio do lúdico, informar sobre os problemas causados pelo álcool e outras drogas. Durante a brincadeira, os jovens formaram equipes e precisaram vencer vários desafios propostos. 

Além de conscientizar sobre os problemas causados pelas drogas, a ação da Sesp trabalha temas como a solidariedade, criatividade, saúde, educação, entre outros. 

“Buscamos o envolvimento dos professores e dos estudantes nesses esforços contra as drogas. Nosso pilar fundamental é a informação e a prevenção” conta a subsecretária de Políticas sobre Drogas da Sesp, Cláudia Leite. 

FONTE: Agência Minas

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS