Patos de Minas

Esgoto, peixes com querosene e lagoa de fezes retratam descaso no Rio Paranaíba

COPASA diz que trata 90% do esgoto, mas imagens sugerem o contrário.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A COPASA (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) divulga que trata 90% do esgoto em Patos de Minas, no entanto, denúncias apontam que poluentes continuam sendo despejados nas águas do Rio Paranaíba.

O Patos Notícias/Triângulo Notícias, recebeu vários vídeos gravados pelo pescador amador, Elton Lopes, vulgo “Cebolinha”. Ele percorreu a extensão do Rio Paranaíba que passa por Patos de Minas e flagrou 23 pontos de despejo de uma água turva e malcheirosa.

Um outro pescador amador, Armando Amâncio, relatou que os peixes pescados no Rio Paranaíba tem gosto e cheiro de querosene. “Quando você joga ele na manteiga, ele reacende aquele cheiro fortíssimo de querosene. O peixe fica quase impossível de ser comido”.

Além disso, os jornalistas Igor Nunes e Lélis Félix encontraram uma lagoa de esgoto próximo ao Fórum de Patos de Minas, entre os bairros Santo Antônio e Copacabana. Além do mau cheiro, foi possível visualizar fezes humanas boiando na água preta. A lagoa se formou no final da canalização do Córrego da Cadeia.

Segundo o presidente do CODEMA (Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente), Ivanildo Rosa, os flagrantes de descarte de esgoto em córregos e no Rio Paranaíba, configura um verdadeiro crime ambiental. Ações estão em tramitação na Justiça, mas ainda não se chegou um veredito. “Essa propaganda […] que ela [COPASA] cuida de Patos de Minas, coleta e trata 90% do esgoto, […] é uma inverdade, uma mentira deslavada, isso aqui é um crime”.

Uma das propostas para sanar o problema seria a quebra do contrato com a COPASA, que detém a concessão até 2030. Caso isso ocorra, a alternativa seria a implementação de um Departamento Municipal de Água e Esgoto, como acontece em cidades da região como Patrocínio, Monte Carmelo e Uberlândia.

Procurado, o prefeito de Patos de Minas, José Eustáquio (DEM), disse que está cobrando da COPASA o cumprimento do contrato. Também afirmou que uma rescisão é muito difícil. “Quando você assina um contrato você tem direitos e obrigações, você não pode rescindir um contrato unilateralmente […]. É um contato que teve anuência do governo do estado, foi [ele] que fez o contrato da COPASA com o município.”

Procurada a COPASA, informou que não localizou nenhum ponto de despejo de esgoto no Rio Paranaíba. Sobre o Córrego da Cadeia, destacou que a equipe encontrou ligações de esgoto irregulares na rede pluvial e efetuou a contenção. Leia a íntegra da nota:

Copasa esclarece que, após técnicos da empresa percorreram toda extensão do rio Paranaíba, na cidade de Patos de Minas, na tarde de quinta-feira (30/07), não localizando nenhum lançamento irregular de esgoto no referido rio, que fosse de responsabilidade da empresa.

Em relação ao córrego da Cadeia, a Companhia informa que, na quinta-feira (30), foram identificados e retirados dois lançamentos indevidos de esgoto nas galerias pluviais, durante os trabalhos realizados pela equipe do programa caça-esgoto, que tem como objetivo identificar e eliminar os lançamentos irregulares de esgoto nas galerias pluviais da cidade, as quais levam os resíduos até o córrego. Nesta sexta-feira (31/07), os técnicos da empresa darão continuidade a esse trabalho.

A Companhia ressalta que essas e outras questões, podem ser informadas por meio do número de telefone 115 ou pela agência virtual no site: http://www.copasa.com.br, gratuitamente, 24 horas por dia.

Depois da publicação desta reportagem, uma nova nota foi encaminhada a nossa redação. Nela a COPASA reafirma que trata 90% do esgoto.

A Copasa esclarece que, pautada pela ética e respeito à população, trabalha desde 1973 com afinco para proporcionar excelência nos serviços de saneamento básico prestados em Patos de Minas.

A Companhia reafirma que trata 90% do esgoto produzido na cidade e que a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) opera em conformidade com as legislações vigentes. Atualmente a empresa realiza obras para que 100% do esgoto seja tratado.

A Copasa Informa, ainda, que tem realizado o mapeamento de todas as ligações irregulares, em diferentes pontos da cidade e que as equipes técnicas estão mobilizadas para eliminá-las.

A Copasa ressalta que está à disposição para atender os moradores e que solicitações referentes ao abastecimento ou esgotamento devem ser informadas por meio dos canais de relacionamento, pelo telefone 115, agência virtual, no site: www.copasa.com.br /Fale Conosco e também pelo aplicativo Copasa Digita. A partir dos registros dos clientes a Companhia irá solucionar as situações pontuais.

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS