Escolas Família Agrícola recebem Programa Energia Inteligente da Cemig

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O Governo de Minas Gerais, por meio da Cemig, oficializou a inclusão das 18 unidades Escolas Família Agrícola (EFAs), situadas em sua área de concessão, no Programa Energia Inteligente.

A ação consiste na substituição do sistema de iluminação atual (luminárias e lâmpadas obsoletas) por um moderno sistema de iluminação, baseado na tecnologia LED. Com isso, as EFAs terão, dentre outros benefícios, a melhoria na qualidade da iluminação e a redução dos custos de manutenção com materiais elétricos e com energia elétrica.

- Continua depois da publicidade -

Segundo o diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Thiago de Azevedo Camargo, o projeto busca promover o desenvolvimento sustentável através da utilização racional da energia elétrica e da melhoria da iluminação das escolas em todo o estado. O investimento para o programa é de quase R$ 4 milhões.

Para o gerente de Eficiência Energética, Ronaldo Lucas Queiroz, essa iniciativa pretende disseminar uma cultura de consumo consciente e sustentável, pois reduz impactos para o meio ambiente e gera benefícios para toda a sociedade.

“A instalação de sistemas de iluminação com tecnologia LED visa postergar a necessidade de investimentos no sistema elétrico do local, além de disseminar os benefícios da eficiência energética junto aos públicos envolvidos (profissionais da escola, alunos, poder público, comunidade, entre outros), influenciando positivamente na mudança dos hábitos de consumo”, explica.

Além da substituição do sistema de iluminação, as EFAs serão atendidas pelo Conexão Educar (projeto que promove a consciência ambiental e o uso eficiente dos recursos energéticos) e ainda terão os chuveiros existentes substituídos por duchas eletrônicas.

Benefícios

De acordo com o secretário-executivo da Associação Mineira das Escolas Famílias Agrícolas (Amefa), Idalino Firmino dos Santos, o programa tem muito a contribuir nas escolas, pois é capaz de despertar no ser humano o senso de colaboração com as gerações presente e futura.

“É isso que esperamos que este projeto possa trazer aos mais de 2.300 alunos e seus familiares. Ou seja, além de uma economia no bolso, o projeto possibilita promover a sustentabilidade, que também envolve aspectos sociais, políticos, ambientais, culturais e éticos”, afirma.

A Fundação Marianense de Educação, de Jequeri, também já sabe os impactos positivos com o Programa Energia Inteligente da Cemig, como explica sua diretora, Jaqueline Baião.

“A vantagem é a diminuição da necessidade de manutenções e trocas dos equipamentos, o que reduz custos para as escolas e gera menor quantidade de resíduos ao longo do tempo, além da melhoria da qualidade da iluminação para os alunos, professores e demais frequentadores do espaço”, avalia.

Outra escola beneficiada é a Associação Escola Família Agrícola, de Natalândia. O coordenador da escola, Alex Pires Andrade, também salienta a importância do Programa Energia Inteligente para as EFAs.

“Partindo da premissa de que as lâmpadas de LED possuem maior vida útil, baixo consumo de energia, ecologicamente corretas, não emitem calor e não oferecem risco de fogo, explosão ou eletrocussão, podemos destacar que são princípios que a Escola Família Agrícola de Natalândia tem buscado ao longo dos anos. Diante disso, podemos dizer que o projeto é positivo, pois permite que as EFAs atendam a sustentabilidade ambiental e financeira”, observa.

Programa Energia Inteligente

A Cemig, por meio do Programa Energia Inteligente, irá beneficiar diretamente milhares de alunos e professores da rede pública estadual de ensino, além de dar a oportunidade de reverter investimentos para outras áreas prioritárias das instituições. Trata-se de uma iniciativa que consiste na substituição de lâmpadas ineficientes por outras com tecnologia LED.

A empresa irá substituir equipamentos em 769 instituições de 280 municípios mineiros, e a energia economizada será da ordem de 11.000 MWh/ano, montante suficiente para atender a mais de 7.300 residências num período de trinta meses. Serão investidos R$ 16 milhões na melhoria da iluminação das escolas, incluindo a substituição de 200 mil lâmpadas, até dezembro de 2020.

Fonte: Agência Minas

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -