Escola do Legislativo promove live sobre conquistas femininas e violência contra a mulher

O evento on-line faz parte das ações em alusão ao mês da Mulher, oportunidade em que a Escola do Legislativo chama a atenção para causas, direitos e conquistas das mulheres ao longo dos anos.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Patos de Minas promoveu, na noite dessa terça-feira (30/03), a 3ª Live do Legislativo com o tema: “Mulher, uma conversa sobre conquistas femininas e violência contra a mulher”.  A atividade teve como mediador o coordenador da Escola do Legislativo, servidor de carreira Guilherme Moura, com a participação especial da advogada Kátia Mendes de Andrade, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e presidente da OAB Mulher da 45ª Subseção da OAB – Patos de Minas.

O evento on-line faz parte das ações em alusão ao mês da Mulher, ensejo em que Escola do Legislativo chamou a atenção durante todo o mês de março para causas, direitos e conquistas das mulheres ao longo dos anos, criando, inclusive, uma cartilha informativa voltada ao tema de prevenção e enfrentamento da violência contra a mulher, disponível no site camarapatos.mg.gov.br. “No mês de março, evocamos o tema, mas ele deve ser discutido e engajado por todos durante todo o ano”, reforçou o coordenador da Escola, Guilherme Moura.

Durante a live, a advogada informou que, durante a pandemia, os casos de feminicídio subiram no estado, entretanto, não houve aumento expressivo nos casos de violência de gênero, já que muitas vítimas estão fechadas em casa do lado do agressor, o que impossibilita a denúncia. “Em números reais, não houve aumento considerável, mas a realidade é diferente. Muitas mulheres estão sofrendo em casa, por isso foi criada a Delegacia Virtual. Mas, para chegar de fato até essas pessoas, a melhor maneira ainda é a conscientização”, afirmou Kátia.

Para a advogada, é preciso conscientizar as vítimas, filhos, familiares e vizinhos. “Conscientizar é um papel muito importante do poder público, em todas as esferas”, reforçou. Nesse sentido, Kátia elencou como importantes instrumentos de conscientização a realização de campanhas publicitárias periódicas (que, segundo ela, não existem); abordagem do tema em escolas para conscientização das crianças;  ações de envolvimento e debate com as pessoas, citando, como  exemplo, a live promovida pelo Legislativo e, sobretudo, o estabelecimento de políticas públicas sólidas e contínuas por parte do poder público para o enfrentamento desse mal.  “O problema é que tem que fazer isso todos os dias, não só no mês de março ou diante de alguma tragédia. Deveria ser uma obrigação institucional discutir e trabalhar o assunto ao longo do ano”, ponderou.

A advogada e o coordenador a Escola do Legislativo também falaram dos inúmeros preconceitos sofridos pelas mulheres cotidianamente, tanto pelos homens quanto pelas próprias mulheres, e comentaram sobre países que são referência no respeito aos direitos femininos, como, por exemplo, a Islândia. “Quanto mais um país defende os direitos das mulheres, mais desenvolvido ele vai ser”, afirmou Kátia.

Ao final, a advogada Kátia Mendes solicitou mais apoio e participação do poder público, tanto do Legislativo quanto do Executivo Municipais, e das demais esferas dos poderes, na discussão periódica do tema e na criação de políticas públicas consistentes em prol das causas de gênero. A live  do Legislativo encontra-se disponível no Instagram, tanto no perfil da Câmara Municipal, como no perfil da Kátia.

 

QUAL SUA OPINIÃO? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. A responsabilidade dos comentários é integralmente de seus autores. Comentários que são considerados como spam ou ofensivos devem ser denunciados diretamente ao Facebook. O Patos Notícias se reserva ao direito de remover postagens que violem seus termos de uso ou as leis vigentes sem prévia notificação. 

NOTÍCIAS RELACIONADAS

REPORTAR ERRO

Sua privacidade é muito importante pra nós! Usamos cookies, rastreadores, para exibir anúncios e conteúdos com base em suas preferências. Os cookies não permitem acesso a informações particulares, como nome, endereço, etc. Conheça nossa política de privacidade e nossos termos de uso.