Equipe do Sírio-Libanês vai atender Bolsonaro em Juiz de Fora

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Uma equipe do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, deverá chegar ainda nesta noite à Santa Casa de Juiz de Fora (MG) para verificar a situação do candidato Jair Bolsonaro. Os médicos afirmaram que até amanhã (7) de manhã ele não deve ser transferido para outro hospital.

Segundo a equipe, o político ainda não está em um quadro adequado para a transferência, mas a mudança é uma decisão que a família deve tomar desde que ele tenha condições clínicas de ser transportado.

- Continua depois da publicidade -

O candidato foi atingido por uma facada no abdômen quando participava de ato de campanha no município mineiro. Os médicos responsáveis pela cirurgia de Bolsonaro na Santa Casa não deram previsão de quanto tempo levará para ele se recuperar. “O que podemos falar é que a recuperação tem sido satisfatória na UTI. Mas não temos previsão do tempo de hospitalização, deve levar pelo menos de uma semana a 10 dias”, disse um dos médicos envolvidos no procedimento, Luiz Henrique Borsatto, em entrevista coletiva.

Logo após o ataque, no meio da tarde, o presidenciável foi levado diretamente para a Santa Casa. Segundo o médico Gláucio Souza, Bolsonaro chegou ao hospital em estado “muito grave” com pressão “muito baixa”. “Felizmente conseguimos conter a hemorragia a tempo”, relatou o profissional.

Com o golpe, Bolsonaro teve uma lesão em uma veia no abdômen, três perfurações no intestino delgado, uma lesão grave no intestino grosso e uma lesão transfixante grande. “Nós optamos por fazer uma ressecção do segmento e confeccionamos uma colostomia. Fizemos essa conduta dada a gravidade do paciente, e as lesões graves foram identificadas e tratadas durante a cirurgia”, afirmou Souza.

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -