Empresas de grande porte vão propor acordos a trabalhadores com ações na Justiça do Trabalho

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

As negociações vão ocorrer ao longo da III Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, durante audiências que serão real

- Continua depois da publicidade -
Foto: Divulgação
O vice-presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e o do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Emmanoel Pereira recebeu nesta quarta-feira (5), representantes de grandes empresas que se comprometeram a propor acordos a trabalhadores que têm ações na Justiça Trabalhista, dando fim a milhares de processos.
Todas as propostas apresentadas pelas empresas serão analisadas por advogados e trabalhadores durante a III Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, realizada de 22 a 26 de maio de 2017 em todas as regiões brasileiras, por meio de audiências de conciliação agendadas pelos Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs). Com o slogan “Para que esperar, se você pode conciliar?, o evento, é uma oportunidade para trabalhadores e empregadores que têm processos tramitando na Justiça do Trabalho, buscarem a solução mais viável e rápida para solucionar o conflito, por meio de um acordo judicial.
“A conciliação é o caminho mais rápido e eficaz para solucionar processos trabalhistas”, destaca o vice-presidente do TST e CSJT, ministro Emmanoel Pereira. “A empresa vê seus processos trabalhistas serem escoados pela conciliação e o trabalhador evita um caminho longo para a tramitação de seu processo,” conclui.
Com a propositura das listas, milhares de trabalhadores que tem ações tramitando na Justiça do Trabalho podem ter seus processos incluídos na pauta e solucionados por acordo. O TST, especificamente, recebeu o compromisso de propostas em mais de 2.500 processos de empresas como Vale S.A, Caixa Econômica Federal, Santander, Itaú Unibanco, Gol Linhas Aéreas, Claro, União, BRF Brasil, Contax, entre outras. O montante equivale ao que um gabinete julga por mês no Tribunal Superior do Trabalho.
Na edição anterior do evento, em 2016, mais de 160 mil pessoas foram beneficiadas, com um total arrecadado de mais de 620 milhões de reais.
Realizado anualmente no âmbito dos órgãos da Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus, o evento tem o objetivo desenvolver medidas que proporcionem mais rapidez aos processos trabalhistas e favorecer o diálogo entre as partes na conciliação de processos. A iniciativa busca também ressaltar a importância da conciliação, um dos pilares do processo do trabalho, e contribuir para a cultura da solução consensual dos litígios.
Déborah Santos
Triângulo Notícias
06/04/2017

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -