Emater-MG ameaça fechar as portas e prefeito classifica cobrança como “brincadeira de mal gosto”

Os repasses de maio e junho estão pendentes de acordo com o prefeito de Patos de Minas. Enquanto isso, o estado deve mais de 35 milhões de reais.
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Lélis F. Souza (Triângulo Notícias)

A dívida do governo de Minas Gerais com o município de Patos de Minas soma cerca de 35 milhões de reais. Na área da saúde o rombo é grande visto que os repasses para a UPA e o SAMU estão atrasados desde o ano de 2016, conforme informou o prefeito, José Eustáquio.

No último domingo, 1º de julho, o chefe do executivo municipal recebeu uma cobrança da Emater-MG (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais). José Eustáquio encarou tudo como se fosse uma brincadeira, já que a empresa pertence ao estado, que deve milhões a Patos de Minas.

- Continua depois da publicidade -

O valor do repasse para a Emater-MG é de cerca de 30 mil reais, um valor bem baixo se comparado aos 35 milhões devidos. Ontem, quarta-feira (04), um novo e-mail foi enviado na qual a empresa diz que paralisará as atividades caso não haja o pagamento.

José Eustáquio foi categórico e disse: “Vou pagar para ver É um absurdo deverem milhões e cobrarem isso”.

Confira a entrevista em vídeo:

- Continua depois da publicidade -

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

- Continua depois da publicidade -