Educação irá ofertar formação em Convivência Escolar e Prevenção à Violência nas Escolas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em 2018, educadores da rede estadual de ensino poderão participar de uma formação em Convivência Escolar e Prevenção à Violência nas Escolas. O curso será ofertado pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), por meio da Coordenação de Educação em Direitos Humanos e Cidadania, em parceria com a Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais – FLACSO. A expectativa é que o curso seja realizado no primeiro semestre.

A coordenadora de Educação em Direitos Humanos e Cidadania da SEE, Kessiane Goulart – Crédito: Reinaldo Soares

Serão ofertados dois cursos. O primeiro será sobre prevenção à violência no ambiente escolar e convivência democrática. A formação será na modalidade a distância e terá carga horária de 120 horas/aula. Nela, serão abordados temas relacionados a violências nas escolas, perspectivas de inclusão social da juventude, diferenças e diversidades, drogas, bullying e cyberbullying, racismo, machismo e lgbtfobia.

O curso será destinado a 1.000 profissionais da educação a serem selecionados em cerca de 500 escolas estaduais, cobrindo as 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs). As escolas serão selecionadas a partir de critérios pré-estabelecidos pela SEE.

A segunda formação terá como foco a construção de um diagnóstico sobre as situações de violência na escola e formas de prevenção. O diagnóstico será feito pelos estudantes e orientado por professores e supervisores das escolas. Para a realização do estudo, os alunos participarão de um curso presencial com carga horária de 220 horas/aula. Serão contempladas 100 escolas distribuídas entre os seis polos de educação.

O curso buscará desenvolver as habilidades dos jovens como pesquisadores de sua própria realidade, por meio do desenvolvimento de uma estratégia de elaboração de diagnósticos e planejamento participativo sobre violências na escola, identificando os problemas, suas causas e possíveis alternativas de solução. Serão produzidos relatórios quantitativos e qualitativos por município e um relatório quantitativo para o estado de Minas Gerais.

Segundo a coordenadora de Educação em Direitos Humanos e Cidadania da SEE, Kessiane Goulart, a parceria com a FLACSO atende a um desejo antigo dos professores.

“É uma parceria muito importante, porque atende a uma demanda dos educadores. Fizemos algumas escutas em rodas de conversa e uma das grandes demandas deles é essa discussão da violência no ambiente escolar e como prevenir. O curso está dentro do programa de Convivência Democrática e compõe o eixo de formação continuada”.

Ainda de acordo com a coordenadora, a formalização da parceria já está quase concluída. “Estamos nos finalmente da formalização. Como é uma parceria com uma organização internacional, temos que seguir algumas formalidades”, conclui Kessiane.

O programa

O Programa de Convivência Democrática foi criado pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), por meio de sua Coordenação de Educação em Direitos Humanos e Cidadania, e tem como objetivo compreender e enfrentar as violências no ambiente escolar, além de incentivar a participação política da comunidade onde as escolas estão inseridas, através de projetos e estratégias educativas.


Problemas em visualizar essa matéria? Clique aqui e confira a íntegra.


Fonte: AGÊNCIA MINAS

QUAL SUA OPINIÃO ? COMENTE!

Os comentários não refletem a opinião do portal. Não nos responsabilizamos por eles e em caso de descontentamento use a opção “Denunciar ao Facebook”. Você está sujeito aos nossos Termos de Uso.

NOTÍCIAS RELACIONADAS